FEMINICIDIO

'População deve se ocupar do selo Visite Santos', diz presidente do CVB

Selo foi lançado no dia 8 de maio, durante solenidade realizada na Estação do Valongo, no Centro Histórico.

Comentar
Compartilhar
19 MAI 2019Por Jeferson Marques06h19
O presidente do CVB, Leonardo Carvalho, na cerimônia de lançamento do selo.Foto: Facebook/Visite Santos

O selo 'Visite Santos' foi lançado no último dia 8, no Centro Histórico, em frente ao Museu Pelé, e promete dar ainda mais visibilidade ao turismo na cidade.

Movimento das ondas, peixes, sol junto ao mar e letras com representação de movimento formando o nome Santos, associado à palavra 'visite'. No Dia Nacional do Turismo, a Cidade ganhou uma nova marca.

Vários países já fazem uso do selo 'visite' como um atrativo para o turismo. E, agora, chegou a vez de Santos oficializar o seu.

Como foi dito, o termo que virou tendência em diversas cidades pelo mundo - aliado a nova marca - será utilizado para impulsionar a divulgação de Santos nas redes sociais, graças ao lançamento de página no Facebook, Instagram e hashtag #visitesantos.

A cerimônia contou com a presença de representantes do trade e autoridades locais, além de apresentações do grupo Sena Sopra Metais, equilibrista em perna de pau fazendo evoluções com claves, malabarista com tochas, e até ritmistas e sambistas da X-9. Coube ao Estação Bistrô Restaurante-Escola o coquetel do evento.

A ideia e iniciativa são do Santos Convention & Visitors Bureau (CVB), através do seu presidente, Leonardo Carvalho. A reportagem do Diário do Litoral conversou com ele para saber um pouco mais sobre os benefícios que o "Visite Santos" trará para a cidade. Confira a entrevista:

Diário do Litoral - Santos acaba de entrar para o hall de cidades que se utilizam do selo 'Visite'. O que esperar desta iniciativa e como ela ajudará o turismo?

Leonardo Carvalho - Posso dizer que isso é um conjunto. Como assim? Ele serve para auxiliar como mecanismo de busca, ou seja, através da própria população santista se ocupar da marca e usar as hashtags 'Visite Santos' nas redes sociais. E é aí que entra o conjunto, pois a própria população poderá divulgar o turismo em Santos para outras pessoas e, assim, colocar a cidade sempre na rota de opções de passeios e visita das pessoas.

Diário - E como seria a colaboração da população?

Leonardo - Por exemplo, aquela foto linda que você tira do pôr-do-sol, das muretas da praia, do aquário. Basta que a pessoa acrescente essas imagens nas redes sociais com a hashtag #visitesantos. Dessa forma, ela já estará contribuindo para o turismo na cidade, o que acaba sendo benéfico para ela e para todos.

Diário - Fica evidente que isso vai colaborar também com aquelas pessoas que visitam Santos por períodos curtos de tempo, como um ou dois dias, por exemplo, certo?

Leonardo - Exatamente. Santos tem um leque de opções de passeios curtos, culturais, restaurantes e outras tantas possibilidades que atendem também aqueles turistas que passam finais de semana ou pequenos feriados. E isso acaba agregando muito ao turismo da cidade, já que são pessoas que tendem a programar outras visitas e até mesmo as suas férias por aqui, por períodos maiores.

Diário - E essas pessoas também podem fazer uso da hashtag "Visite Santos"?

Leonardo - Claro que sim. Essa é a grande ideia. Esteve em Santos, registrou uma foto bacana com a sua família ou de alguma paisagem, ponto turístico, posta na redes sociais com a hashtag do selo 'Visite Santos'. A cidade precisa estar na cabeça das pessoas.

Diário - Quem pode participar ou se filiar ao Santos Convention & Visitors Bureau?

Leonardo - Qualquer pessoa que goste do turismo, seja ela física ou jurídica, pode se tornar um sócio-colaborador. Agentes de turismo, guias, restaurantes, flats, transportes, empresas ligadas à eventos, fornecedores, entre outras, podem se associar ao Santos Convention & Visitors Bureau.

Diário - Há a intenção de expandir essas ações ou até mesmo o selo 'visite' para outras cidades da Baixada Santista?

Leonardo - Estamos abertos a todas as possibilidades. Hoje nós temos um convênio com a prefeitura de Santos e com alguns empresários daqui, mas não temos capital de investimento para as outras cidades. No entanto, estamos abertos as parcerias com todos. Desde prefeituras até empresários. Basta que eles nos procurem.

Diário - Recentemente você esteve em Brasília conversando com a Coordenadora Geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo, Ana Carla Moura. Teremos alguma novidade ou novos projetos para o turismo em Santos?

Leonardo - Temos alguns projetos audaciosos, de fato, para daqui há três anos.

Diário - Você poderia adiantar alguma coisa aos leitores do Diário do Litoral?

Leonardo - Então, posso dizer que envolve o 2º Centenário da Independência. Aliás, se vocês perceberem, a Praça da Independência, em Santos, surgiu como uma homenagem ao 1º Centenário da Independência. Então fica a dica do que eu quero fazer.

Colunas

Contraponto