'Nós inovamos implantando a meritocracia', diz Paulo Alexandre Barbosa

Prefeito conversou com a reportagem sobre inovações do seu governo e o que ele enxerga para o futuro de Santos.

Comentar
Compartilhar
30 JUN 2019Por Caroline Souza09h14
Segundo Paulo Alexandre Barbosa, Santos é a primeira cidade do Brasil a ter contrato de gestão e todo secretário tem que cumprir metas.Foto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

O que você, eleitor, espera para o futuro de Santos? A boa prestação de serviços na educação, saúde, transporte, segurança e habitação, além dos serviços de zeladoria fazem parte das atribuições básicas do chefe do executivo. Segundo o cientista político Nilton Cesar Tristão, "em 2020 ocorrerá a eleição mais politizada dos últimos trinta anos, marcada por fortes embates baseados nas singularidades locais". Neste ponto, ganha quem trouxer propostas inovadoras.

Há seis anos e meio à frente da Prefeitura de Santos, Paulo Alexandre Barbosa conversou com a reportagem sobre as inovações implantadas em seu governo e o que ele enxerga para o futuro de Santos. Confira a entrevista:

Diário do Litoral - Quais foram as principais inovações do seu governo?

Paulo Alexandre Barbosa - Nós inovamos implantando a meritocracia. Santos é a primeira cidade do Brasil a ter contrato de gestão e todo secretário tem meta para ser cumprida. Recebemos o reconhecimento do órgão de controle que nos fiscaliza, que é o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, como a cidade mais eficiente do estado, por dois anos consecutivos. E recebemos nota dez do Ministério Público Federal pela política de transparência. Eu vejo que hoje a eficiência e a transparência são premissas essenciais para o sucesso da gestão pública e aqui em Santos estamos fazendo a lição de casa, tanto é que conseguimos viabilizar os maiores investimentos da história da Cidade. Estamos fazendo a Nova Entrada, a Nova Ponta da Praia, grandes investimentos na Saúde e na Educação para melhorar a vida de todos.

Diário - Você acredita que as redes sociais ajudam ou atrapalham?

Paulo Alexandre - Acho que quanto mais canais de diálogo com a população melhor, obviamente que você precisa saber usar a rede social e saber filtrar, porque nem sempre o que está ali reproduz a realidade dos fatos. Eu iniciei essa era como prefeito com participação mais intensa nas redes sociais.

Diário - Há previsão de investimentos para o Turismo?

Paulo Alexandre - A Nova Ponta da Praia, extremamente importante para potencializar o turismo de Santos. E a própria Nova Entrada de Santos, que é a maior obra viária realizada na história da cidade e, com certeza, vai estimular o turismo.

Diário - Como está o Projeto de Lei Complementar que cria o Programa Centro Criativo? De que forma ele beneficiará os munícipes?

Paulo Alexandre - Foi encaminhado para a Câmara, que tem que avaliar nas comissões. É importante para garantir a isenção fiscal, trazer novos negócios para o Centro e viabilizar a permanência daqueles que já estão lá.

Diário - O aterro de Santos já está no limite. Quais ações a Prefeitura tem realizado para tentar reduzir o lixo?

Paulo Alexandre - Reciclagem. Saltamos de 2% para 18% com a coleta reciclável, que é um dos melhores indicadores do Brasil e um recorde na cidade. Além da conscientização da população, com educação ambiental.

Diário - Na área social, qual é a maior carência de Santos?

Paulo Alexandre - O desafio da população de rua é grande. É um problema grave, que exige uma atenção e uma atuação permanente.

Diário - E o que Santos está fazendo para tentar tirar essas pessoas das ruas?

Paulo Alexandre - Trabalhando bastante de forma integrada. Social, saúde e segurança pública, porque é um problema que exige uma atuação multidisciplinar. Tem gente na rua decorrente de problema social, esse é um ponto. Saúde pública: pessoas com dependência química, que precisam de tratamento em saúde. E as pessoas com conflitos com a lei, que é um problema de segurança pública. Temos essas três vertentes de trabalho e é importante atuar em todas elas, com o objetivo de atender cada um com a sua especificidade.

Diário - Qual seu plano de gestão até o final do mandato?

Paulo Alexandre - Entregar as obras e os projetos que iniciamos. Cumprir com as metas que eu me comprometi com a população.

Diário - O que você enxerga para o futuro de Santos?

Paulo Alexandre - Enxergo uma cidade que seguirá na sua posição de destaque no cenário nacional. É a cidade que tem o maior porto da América Latina, a melhor qualidade de vida do País, reconhecida pela excelência na gestão pública. Além de muitos desafios, como a expansão da Área Continental. Santos é uma cidade que tem como maior patrimônio a qualidade de vida e como sua grande riqueza o santista, que é quem impulsiona o desenvolvimento da Cidade, escolhe e cobra os representantes e luta cada dia por uma cidade melhor. Então só vejo pro futuro muitas conquistas, de forma muito promissora.

Diário - Quais as principais características que um candidato precisa ter para ganhar a eleição?

Paulo Alexandre - Primeiro, paixão pela cidade. E, obviamente, tem que ter experiência, conhecimentos técnicos importantes e liderança.

Colunas

Contraponto