Emprego temporário: comércio abre 6 mil vagas neste fim de ano

Oportunidades oferecidas são para contratos de até 6 meses

Comentar
Compartilhar
09 FEV 201320h48

O comércio da Região Metropolitana da Baixada Santista deverá empregar até seis mil pessoas, de outubro deste ano a marco de 2009, cerca de 16,66% de trabalhadores a mais do que na última temporada.

A estimativa é do presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, Alberto Weberman. Segundo ele, haverá oportunidades em todos os setores, desde o gastronômico ao de vestuário.

Weberman afirmou que o piso do comerciário gira em torno de R$ 600 e que o mercado deverá absorver pessoas de todas as faixas etárias, homens e mulheres. Entretanto, Weberman afirmou que o trabalhador com experiência tem mais chance de ser efetivado por seu empregador após o término do contrato temporário.

“Destes seis mil que serão contratados, cerca de 2.500 devem ser efetivados. Tem mais chance de ser efetivado quem já tem experiência ou quem se empenhar no trabalho”, estimou o presidente do Sindicato do Comércio Varejista.

Apesar da crise financeira mundial, Weberman acredita num aumento de 6% nas vendas neste final de ano. “Pode haver redução nos prazos de financiamento de automóveis, geladeiras, fogões e TVs de plasma, mas não acredito no aumento dos preços desses produtos”, afirmou o empresário que também espera por uma recuperação do mercado financeiro nos próximos 20 dias.