Brasil abre 61,2 mil vagas formais de trabalho em fevereiro

Foi o segundo mês consecutivo com saldo positivo de vagas. A alta foi de 0,16% sobre o estoque do mês anterior

Comentar
Compartilhar
24 MAR 2018Por Folhapress04h30
O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiroFoto: Agência Brasil

O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado) divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho. O resultado veio de 1.274.965 admissões e de 1.213.777 desligamentos.

Foi o segundo mês consecutivo com saldo positivo de vagas. A alta foi de 0,16% sobre o estoque do mês anterior. Também foi o melhor resultado para o mês desde 2014, quando 260.823 vagas foram criadas, segundo série do Caged sem ajustes.

No acumulado do ano, houve crescimento de 143.186 empregos, ou alta de 0,38%. Em 12 meses, o saldo foi positivo em 102.494 postos de trabalho, com crescimento de 0,27%.

Setores

Por atividade, serviços se destacaram enquanto o comércio foi o destaque negativo do período.
Os setores que mais contrataram foram serviços, com saldo de 65.920 postos, seguido pela indústria de transformação (17.363 postos).

Na ponta oposta, o comércio teve saldo líquido negativo de 25.247 postos, seguido pela agropecuária (-3.738 postos) e pela construção civil, que ainda não reagiu (-3.607 postos).

Região

Todas as regiões tiveram saldo de empregos positivo, com exceção do Nordeste, com saldo negativo de 25.953 postos ou queda de 0,42% sobre janeiro.

O Sul contratou mais. O saldo foi 37.071 postos, ou alta de 0,52% sobre janeiro. O saldo positivo do Sudeste foi de 35.025 postos (alta de 0,18%).

Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo (30.040), Santa Catarina (16.344 vínculos) e Rio Grande do Sul, com saldo de 13.024 empregos.