X
Emprego

Brasil abre 61,2 mil vagas formais de trabalho em fevereiro

Foi o segundo mês consecutivo com saldo positivo de vagas. A alta foi de 0,16% sobre o estoque do mês anterior

O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiro / Agência Brasil

O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado) divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho. O resultado veio de 1.274.965 admissões e de 1.213.777 desligamentos.

Foi o segundo mês consecutivo com saldo positivo de vagas. A alta foi de 0,16% sobre o estoque do mês anterior. Também foi o melhor resultado para o mês desde 2014, quando 260.823 vagas foram criadas, segundo série do Caged sem ajustes.

No acumulado do ano, houve crescimento de 143.186 empregos, ou alta de 0,38%. Em 12 meses, o saldo foi positivo em 102.494 postos de trabalho, com crescimento de 0,27%.

Setores

Por atividade, serviços se destacaram enquanto o comércio foi o destaque negativo do período.
Os setores que mais contrataram foram serviços, com saldo de 65.920 postos, seguido pela indústria de transformação (17.363 postos).

Na ponta oposta, o comércio teve saldo líquido negativo de 25.247 postos, seguido pela agropecuária (-3.738 postos) e pela construção civil, que ainda não reagiu (-3.607 postos).

Região

Todas as regiões tiveram saldo de empregos positivo, com exceção do Nordeste, com saldo negativo de 25.953 postos ou queda de 0,42% sobre janeiro.

O Sul contratou mais. O saldo foi 37.071 postos, ou alta de 0,52% sobre janeiro. O saldo positivo do Sudeste foi de 35.025 postos (alta de 0,18%).

Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo (30.040), Santa Catarina (16.344 vínculos) e Rio Grande do Sul, com saldo de 13.024 empregos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Saúde

Anvisa aguarda dados da Pfizer sobre variante delta para decidir sobre vacina para crianças

Ministério da Saúde prevê, no plano de vacinação do próximo ano, imunizar 70 milhões de crianças, o que depende de aprovação da agência

Saúde

Cubatão reduz para 4 meses o intervalo da dose adicional da vacina

A nova orientação vale para todas as pessoas a partir de 18 anos que tomaram as duas doses há pelo menos 120 dias

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software