Advogados debatem: 'Pode despedir por justa causa empregado que recusa a se vacinar?'

A Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) promove no dia 4, às 16h30, um webinar gratuito

Comentar
Compartilhar
03 FEV 2021Por Da Reportagem09h45
O objetivo do evento é debater se a empresa poderá dispensar — por justa causa ou não — o empregado que se recusar a tomar a vacina contra a Covid-19Foto: Governo do Estado de São Paulo

A Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) promove no dia 4, às 16h30, o webinar gratuito: "É possível despedir por justa causa empregado que se recusa a tomar vacina?".

O objetivo do evento é debater se a empresa poderá dispensar — por justa causa ou não — o empregado que se recusar a tomar a vacina contra a Covid-19, quando ela estiver disponível. Ou, ainda, se o empregador poderá deixar de contratar o candidato que não provar ter sido vacinado contra o coronavírus.

Os palestrantes serão: Cristina Paranhos Olmos, sócia do escritório Olmos e Olmos Sociedade de Advogados; Fábio Augusto Branda, juiz do trabalho no TRT-2; e Maurício Pereira Simões, juiz do trabalho no TRT-2.

Mediador: Carlos Augusto Marcondes de Oliveira Monteiro, sócio do escritório Monteiro, Dotto, Monteiro e Advogados Associados (MDM Advogados).

O evento é gratuito e outras informações podem ser obtidas por meio do portal da AASP.