De Santos para o mundo

Estúdio santista tem animações reconhecidas internacionalmente

Comentar
Compartilhar
29 OUT 2018Por Caroline Souza10h31
Estúdio santista tem animações reconhecidas internacionalmenteFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Quem nunca se encantou com uma animação? No cinema, na TV ou até mesmo na internet, as produções atraem públicos de todas as idades. Os grandes estúdios, como Disney, Warner e DreamWorks, são os primeiros que vêm à nossa mente quando o assunto é animação. Mas você sabia que Santos possui um estúdio reconhecido internacionalmente? 

A LightStar Studios é responsável por aclamados projetos incluindo O Segredo de Kells, Chico e Rita, Asterix e os Vikings, Super Fofos!, Escola para Cachorro, SOS Fada Manu, Juninho Play, entre outros. Atualmente, está produzindo Turma da Mônica Jovem, em parceria com a Cartoon Network e a Mauricio de Sousa Produções; além de estar negociando uma série de 52 episódios com a Discovery Kids.

“Queríamos treinar as pessoas e trazer o trabalho de fora para cá”, comenta o sócio-fundador, diretor e produtor da LightStar, Marcelo de Moura, que depois de doze anos de carreira internacional, voltou para o Brasil para abrir o próprio estúdio.

Ele e sua esposa, Jean de Moura, trabalharam nos Estados Unidos nos estúdios Disney, Dreamworks, Warner e BlueSky. “Acho que todo criador tem algo a dizer e quer compartilhar isso com os outros. Adquirimos experiência fundamental no mercado internacional e a gente sabia que era uma oportunidade importante voltar para o Brasil”, afirma a animadora, diretora e produtora irlandesa.

Inicialmente, a empresa ficou sediada em Águas de Lindoia. Quando estavam com a co-produção e co-direção do longa ‘Uma História de Amor e Fúria’ - ganhador do Annecy Crystal Award 2013 - se mudaram para Santos. “A ideia era atingir um mercado maior. Aqui também temos universidades e é próximo de São Paulo. Noventa e cinco por cento da equipe é da região”, explica Marcelo. Cerca de 20 pessoas ficam in loco e outras 40 fazem parte do time de animadores. 

Para o diretor, o mercado nacional está em um bom patamar de nível mundial. “Algumas séries lá de fora tem orçamentos gigantescos e aqui é muito menor. Mas acho que o que conseguimos fazer com a verba que temos está em ótimo nível”.

Antes de ir para as telas, a animação passa por um longo caminho de pré-produção, produção e pós-produção. “Uma coisa que muita gente não sabe é que as vozes são a primeira coisa a ser gravada”, comenta Jean. “Normalmente, você só tem um esboço do personagem, com a personalidade dele. É diferente da dublagem. No conteúdo original, a voz é usada no storyboard, que é o primeiro visual do roteiro”, completa.

 

Cinco segundos

Se você acha que cinco segundos passam rápido, deveria perguntar para um animador. Segundo Marcelo, o profissional produz, em média, cerca de cinco segundos de animação por dia. “Se contar os efeitos, cenários, leva mais que um dia”, completa.

De acordo com Jean, uma série com 26 episódios de 11 minutos cada leva mais ou menos 20 meses para ficar pronta. 

Emmy e Oscar

A produção original SOS Fada Manu, transmitida pelo Gloob, foi indicada ao International Emmy Awards 2017. Além disso, dois longas concorreram ao Oscar de Melhor Animação: Chico e Rita (2012) e Os Segredos de Kell(2010).

“Acho que o mais importante é que a equipe e o estúdio tiveram contato com vários projetos internacionalmente reconhecidos”, comenta Jean. “São milhares de estúdios ao redor do mundo e muitas animações sendo feitas anualmente. E o nosso pequeno estúdio pequeno, em Santos, participa no nível mais elevado do mercado. É muito gratificante”.