Temer define peemedebista para Secretaria das Mulheres

A ex-deputada federal Fátima Pelaes (PMDB-AP) vai assumir a Secretaria das Mulheres, estrutura subordinada ao Ministério da Justiça

Comentar
Compartilhar
24 MAI 2016Por Folhapress18h40
A ex-deputada federal Fátima Pelaes (PMDB-AP) vai assumir a Secretaria das Mulheres, estrutura subordinada ao Ministério da JustiçaA ex-deputada federal Fátima Pelaes (PMDB-AP) vai assumir a Secretaria das Mulheres, estrutura subordinada ao Ministério da JustiçaFoto: Divulgação/PMDB

Criticado pela ausência de mulheres no primeiro escalão da gestão peemedebista, o presidente interino, Michel Temer, aceitou a sugestão da bancada feminina na Câmara dos Deputados e escolheu a ex-deputada federal Fátima Pelaes (PMDB-AP) para assumir a Secretaria das Mulheres, estrutura subordinada ao Ministério da Justiça.

Na semana passada, em reunião com parlamentares mulheres, o nome da presidente do núcleo feminino do PMDB foi oferecido ao presidente interino, que demonstrou disposição em aceitar a sugestão.

No encontro, o peemedebista disse ainda que pretende nomear uma mulher para o primeiro escalão na primeira reforma administrativa de uma eventual gestão definitiva à frente do Palácio do Planalto.

Além de Fátima, o presidente interino escolheu o ex-diretor da Polícia Técnico-Científica de São Paulo Celso Perioli para o comando da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Na gestão do ministro Alexandre de Moraes (Justiça) como Secretário de Segurança de São Paulo, Perioli exerceu o cargo de coordenador do CICC (Centro Integrado de Comando e Controle de São Paulo).

O ministro ainda não definiu os nomes que chefiarão as secretarias nacional de justiça, de discriminação racial e de pessoas com deficiência.