Surpresa

Comentar
Compartilhar
02 MAR 2017Por Da Reportagem00h00

Apesar da felicidade de voltar a dar aulas, a ex-prefeita também demonstrou descontentamento por ter tido sua licença-prêmio recusada. “Confesso que fiquei surpresa com o retorno antecipado já que, enquanto professora da Prefeitura de Guarujá há 27 anos, entraria em licença-prêmio, um direito que tenho como servidora pública. Curiosamente, minha licença-prêmio foi recusada. A decisão foi uma surpresa até para a própria Secretaria Municipal de Educação, pasta a qual, enquanto funcionária, estou subordinada”.