Solução high tech permite avaliar estado dos cabelos

Alguns salões apostam no tricoscópio, um aparelho portátil ideal para ajudar na análise capilar

Comentar
Compartilhar
07 MAI 2017Por Da Reportagem15h50

Manter os cabelos saudáveis é uma tarefa importante para profissionais da beleza. Mas o trabalho começa em casa. Além de novas tecnologias e produtos, é fundamental que estejam atentos ao couro cabeludo e à qualidade dos fios. Por isso, alguns salões apostam no tricoscópio, um aparelho portátil ideal para ajudar na análise capilar, contribuindo para que a saúde e a beleza das madeixas caminhem juntas.

O aparelho permite verificar o estado do couro cabeludo e também da fibra do cabelo. Permite avaliar a densidade capilar e a variação dos diâmetros das hastes foliculares.

“Toda vez que fazemos a análise temos a possibilidade de entender o que acontece no couro cabeludo, onde fica a matriz de cabelo. Precisamos dar atenção especial a ele. Se não estiver saudável não vai produzir um fio de qualidade”, alerta a hairstylist Edy Prates Martins, proprietária do salão EdyStilo, em Praia Grande. Ela é adepta do uso do aparelho e afirma usá-lo para avaliar as condições dos fios e do couro cabeludo antes de químicas.

Com o equipamento é possível medir a densidade da haste capilar, o estado do poro, o brilho e os danos das cutículas. “O aparelho permite como ver os cabelos que caíram e como ver os cabelos que estão danificados. Assim, conseguimos saber com maior precisão que tipo de química usar ou se é melhor abrir mãos de processos químicos”, afirmou Edy.

O aparelho permite ver a cor do couro cabeludo, se está pálido, avermelhado ou com manchas, lesões. Assim é possível avaliar secreções, acúmulos e resíduos – oleosidade, caspa, resíduo de produtos cosméticos e medicamentos.

A sondagem com ares “high tech” envolve exames de imagem, com o uso de lentes de aumento, câmeras e um aparelho chamado dermatoscópio digital, que permitem visualizar, sem retirar um fiozinho da cabeça, desde alterações externas da fibra até doenças do couro cabeludo.

“Em casos mais graves, orientamos a cliente a procurar um médico dermatologista. É uma excelente opção para quem quer tratar os cabelos sem abrir mão da saúde dos fios”, disse a cabeleireira.