Sem Codesp

Comentar
Compartilhar
23 FEV 2018Por Da Reportagem00h00

Ninguém da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) esteve ontem na audiência pública, na Câmara de Guarujá, promovida pelo vereador Sergio Santa Cruz (PRB), que dispõe sobre a contratação contingenciada de helicópteros para proteção e segurança da população retroportuária, o que foi muito criticado por empresas e operadores portuários presentes. Eles disseram que, além das aeronaves, é preciso um plano de contingência do Porto, em Santos e em Guarujá, que estão constantemente sob risco.