Punta Cana é ótima para suas férias!

Banhada pelo Mar do Caribe e pelo Oceano Atlântico, a região tem sido um dos pontos turísticos mais procurados do mundo

Comentar
Compartilhar
16 ABR 2017Por Da Reportagem15h01

Está em dúvida qual destino escolher para passar suas férias de final de ano? Parece que ainda falta tanto tempo, mas para planejar as férias, não falta não. Que tal curtir as maravilhas caribenhas de Punta Cana? Se no final do ano você quer ser refugiar num paraíso, então é pra lá que deve ir ainda mais que o melhor período para conhecer Punta Cana é a partir de dezembro. Procure seu agente de viagens e comece a traçar o roteiro!

Quando o assunto é Punta Cana, primeiro tem que se falar da República Dominicana. O país fica no Caribe e faz parte das Grandes Antilhas, tendo como vizinho o Haiti. Depois de Cuba, é o segundo maior país do Caribe com uma população de mais de dez milhões de pessoas, sendo que um milhão delas vivem em Santo Domingo, a capital.

A economia gira em torno da agricultura, mineração e serviços, sendo considerada uma nação em crescente desenvolvimento. É um dos destinos turísticos mais procurados do Caribe por causa de suas lindas e paradisíacas praias. A temperatura mantém-se na faixa dos 30ºC praticamente durante todo ano, daí ser tão procurada para descanso e lazer.

A época de alta temporada vai de dezembro a abril, sendo que os preços ficam “mais salgados”, no entanto depois baixam e ficam bem acessíveis atraindo visitantes do mundo inteiro, mas principalmente dos Estados Unidos e Canadá.

E voltando ao assunto Punta Cana; sem dúvida é um dos destinos mais badalados daquela região. O nome deriva de um tipo de coqueiro local cujo aspecto lembra a cana de açúcar, daí o “ponta de cana”. Em Punta Cana vivem cerca de 100 mil pessoas e suas praias mais famosas são Macao, Bávaro, El Cortecito e Cabeza de Toro.

Nestes locais, famosas redes hoteleiras espanholas e outras europeias têm seus estabelecimentos; são luxuosos hotéis e resorts que tiram o fôlego do visitante, tanto pelas comodidades que oferece como a qualidade do atendimento. É proibido construir prédios mais altos do que os coqueiros, sendo assim se pode ter uma ideia da exuberância da paisagem local.

E falando da geografia, as ondas mais calmas estão na praia de Bávaro e em Cabeza de Toro, lembrando que vale a pena comparar os preços porque podem ocorrer diferenças bem significativas para o bolso e sem perder a qualidade e o conforto. Os resorts oferecem a opção “all inclusive”, com tudo incluído mesmo, trazendo o sossego, porque o turista tem a noção exata do valor que está pagando e sem surpresas desagradáveis na hora de fechar a conta.

A comida e bebida são consideradas excelentes e preparadas com bons ingredientes. Capítulo à parte e menção honrosa aos drinques preparados à base de rum – muito rum – e frutas.

As praias são rodeadas de coqueiros e protegidas por barreiras de corais; areia branca e mar bem azul. Mesmo que não opte por nenhum passeio especial, só a praia já vale a viagem. Caminhar descalço na areia, curtir as inúmeras barracas de artesanato espalhadas pelo caminho ou um mergulho de snorkel e contemplar os corais, são apenas algumas das inúmeras opções. Vale a pena se informar e desfrutar de todas as mordomias que os resorts oferecem.

A costa de Punta Cana é de águas pouco profundas e formam várias piscinas naturais, um verdadeiro paraíso para o visitante de qualquer idade que pode curtir o mar sossegado e quase sem nenhum perigo. As praias e piscinas naturais são bem sinalizadas e demarcadas a fim de garantir a diversão para o banhista.

Muita badalação e luxo estão na Praia do Bávaro, servida de inúmeros restaurantes, “fast-foods”, bancos e estabelecimentos luxuosos, é mesmo uma área de destaque naquela região.

Para quem gosta de aventura, poderá nadar junto com os golfinhos ou leões marinhos e ainda pilotar a sua própria lancha. Tudo depende da vontade e de quanto se quer, ou pode gastar. De barco e curtindo o melhor da paisagem pode-se chegar à capital, Santo Domingo. Ponto de visita obrigatório é o Altos de Chavón. Trata-se de uma réplica de um vilarejo europeu medieval.

O idioma é o Espanhol e há quem garanta que a comida típica assemelha-se à brasileira. Um dos ingredientes muito usado é a mandioca, mas vale ressaltar que os hotéis e resorts mantém em seu cardápio o melhor da cozinha internacional. No entanto, que graça tem visitar outro país e não experimentar a sua cozinha local? A dica é “Pica Pollo”, ou seja, pedaços pequenos de frango frito; “Tostones” que é banana verde frita e temperada com alho e servida como acompanhamento de carne de porco; e os tradicionalíssimos bolinhos de mandioca.

Também servem arroz e feijão, mas estes são preparados misturados um ao outro. É comum encontrar barracas que oferecem algumas frituras típicas, mas é bom dizer para tomar cuidado com tais preparações. A moeda local é o Peso Dominicano, mas o Dólar é aceito sem nenhuma restrição. 

A melhor maneira de viajar para Punta Cana é procurar uma agência de viagens e adquirir um “pacote”, com transporte, traslados, hotéis e “all inclusive”. Algumas agências ainda oferecem a opção de pagamento parcelado com cartão. Então, programe-se e vá curtir um pouquinho do Mar do Caribe.