Protagonismo da mulher no cinema é tema de debate

“Protagonismo Feminino no Cinema: Mulher-Maravilha” é o tema do primeiro debate do projeto “Cinema Expresso”, que será realizado na quarta-feira (31), das 19 às 20h, no Roxy Lounge Premium

Comentar
Compartilhar
29 MAI 2017Por Da Reportagem16h31
Mulher Maravilha tem pré-estreia nesta quarta-feira (31); a estreia oficial é dia 1ºMulher Maravilha tem pré-estreia nesta quarta-feira (31); a estreia oficial é dia 1ºFoto: Divulgação

“Protagonismo Feminino no Cinema: Mulher-Maravilha” é o tema do primeiro debate do projeto “Cinema Expresso”, que será realizado na próxima quarta-feira (31), das 19 às 20h, no Roxy Lounge Premium, que  será inaugurado na terça-feira (30).   

Participarão do debate Paula Orsatti (coordenadora do curso de cinema da Unimonte), Raquel Pellegrini (cineasta e secretária adjunta de cultura de Santos), Iasmin Alvarez (produtora da Mostra das Minas). A mediação será da jornalista Sarah Campos, editora do blog Sahssaricando (www.sahssaricando.com).   

O “Cinema Expresso” (“expresso” do café) é um projeto do jornalista, produtor cultural e assessor de jmprensa do Roxy, André Azenha, que também é produtor do Santos Film Fest. 
Inspirada nos cafés filosóficos, mas com um viés mais “pop”, a programação do “Cinema Expresso” contará com debates, rodas de conversa e palestras, preferencialmente ligadas à sétima arte, visando promover filmes que estejam chegando às salas de projeção, mas também eventualmente abordando outras áreas.

A programação do projeto “Cinema Expresso” seguirá dia 14 de junho, com debate sobre a banda Sepultura cujo documentário “Sepultura Endurance” terá sessão de pré-estreia na ocasião. Os convidados para esse encontro serão confirmados em breve.

O Roxy Lounge Premium fica na Avenida Dona Ana Costa, 465, Gonzaga, 1º piso, ao lado da sala 1 do Roxy. 

Mulher-Maravilha.

Na mesma noite do debate ocorrerá a pré-estreia do filme Mulher-Maravilha, o primeiro longa solo da super-heroína de 76 anos.

A produção é vista pelos estúdios como possível divisor de águas na indústria hollywoodiana. Será ele a mostrar que uma superprodução baseada em quadrinhos pode e deve ser estrelado por uma personagem feminina e render bastante dinheiro? Mais que tudo isso, Mulher-Maravilha é um ícone do feminismo. Sua existência influencia e inspira mulheres há décadas.

No filme, que estreia dia 1º de junho, a princesa das Amazonas Diana (Gal Gadot) foi treinada para ser uma guerreira. Ela vive numa ilha remota e ao conhecer o piloto Steve Trevor (Chris Pine) descobre que o mundo está em guerra. Inconformada em se manter isolada na ilha, ela decide usar seu poder para acabar com o conflito.

Um dos produtores é Zack Snyder, que trabalhou com a atriz Gal Gadot em Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) e no vindouro Liga da Justiça, com lançamento previsto para novembro.