Prefeita Antonieta pede ajuda ao Estado para abertura de novo Hospital

Na ocasião, Maria Antonieta solicitou mais ambulâncias, um pronto socorro e a reforma da UTI e Maternidade do Hospital Santo Amaro

Comentar
Compartilhar
14 NOV 201316h44

A prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, o secretário municipal de Saúde, Daniel Simões, o presidente da Câmara Municipal, Marcelo Squassoni, e o presidente da mantenedora do Hospital Santo Amaro (HSA), Urbano Bahamonde, se reuniram na quarta-feira (13), com o secretário-adjunto da Saúde do Estado, Wilson Pollara.

Antonieta reivindicou ajuda e celeridade nas tratativas para a abertura do novo hospital, em Vicente de Carvalho e solicitou ainda mais quatro novas ambulâncias para a Cidade; a cessão do terreno (Triângulo entre Avenida Santos Dumont e Rua Independência, antiga Sudelpa) para construção do novo pronto socorro, que substituirá a UPA São João – a unidade precisa de reformas — com a construção de uma nova a poucos metros da atual unidade, o atendimento da população que utiliza o equipamento não ficará comprometido. Outra solicitação por parte da prefeita foi de mais verbas para compras de medicamentos.

“Atualmente recebemos apenas cem mil por mês do Estado para compra de remédios, mas na alta temporada a população da cidade quintuplica e nossos custos crescem quase proporcionalmente. É uma demanda pesada para o Município”, explicou Antonieta.

Segundo o secretário-adjunto da Secretaria de Saúde do Estado, Wilson Pollara, todas as reivindicações serão atendidas, apenas o número de ambulâncias ainda será definido. Sobre a abertura do futuro hospital, o secretário adjunto deu uma ideia de como funcionaria os dois hospitais na Cidade.

“O Santo Amaro será um hospital “estruturante” que atenderá casos mais complexos como de miocárdio, por exemplo, enquanto o de Vicente de Carvalho, será um hospital de retaguarda, chamado “satélite”, que receberia casos de mais simples, como uma hérnia”, exemplifica.

Ainda sobre atendimento hospitalar, Pollara disse que o governo do Estado deve ampliar e abrir mais 100 leitos no Emílio Ribas, para que hospital atenda outras especialidades além de infectologia, como cardiologia, por exemplo, e, assim atender melhor as necessidades da população de Guarujá e municípios vizinhos. Também participaram da reunião os vereadores Ronald Nicolaci, Toninho Salgado, Luciano de Moraes (Tody), Walter dos Santos (Nego Walter) e Jailton dos Reis (Sorriso), além do presidente do Conselho Municipal de Saúde, Odemir Batista.

Maternidade – Tanto a prefeita Antonieta quanto os vereadores pediram ajuda ao Estado para reformas da UTI, maternidade e recursos para o HSA. Sobre o auxílio ao Santo Amaro, o presidente da Câmara, Marcelo Squassoni, propôs a prefeita que a verba, que sobrou deste ano do Legislativo seja repassada ao hospital e não simplesmente devolvida ao Executivo. “A prefeita imediatamente aceitou, pois entende que o hospital presta um serviço à população”, elogiou.

Ao final da reunião, Antonieta classificou o resultado como histórico para o Município. “Sabemos que o novo hospital vai sair do papel. Temos problemas difíceis, mas podemos vencê-los e contamos com os parceiros como o presidente do Conselho de Saúde, Odemir Batista e os vereadores aqui presentes”, concluiu.