Paris tem muito mais para se conhecer

Uma só visita à Cidade Luz não basta para você ver tudo que ela oferece, além das principais atrações turísticas

Comentar
Compartilhar
19 JUN 2016Por Da Reportagem14h00
Foto: Divulgação

Falar de Paris é sempre inesgotável. Você já sabe que lá tem a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, o Museu do Louvre, o túnel que ganhou mais fama ainda depois do trágico acidente que matou Princesa Diana em 1997, o bairro de Montmartre, o Moulin Rouge, a catedral de Notre Dame, Champs-Élysées, Sacré Coeur, restaurantes charmosos e gente bonita, no entanto, mesmo que já tenha visitado a cidade, vai querer voltar e voltar. Paris é inesgotável. Mas Paris não é apenas esses atrações turísticas. Tem muito mais a ser conhecido e desbravado.

O charme da cidade encanta. A capital da França é o segundo destino mais procurado da Europa, perdendo apenas para Londres. Tida como referência quando o assunto é cultura, as praças, monumentos, edifícios e ruas testemunham a história de reis, rainhas, intrigas políticas e muitos, muitos, amores. Principalmente, Paris inspira dos romances, Paris inspira os amantes. O bom é procurar descobrir os segredos que a cidade esconde, que pode ser uma ruazinha com um café em seu final, cuja existência quase ninguém sabe, mas é ali que você vai saborear o que de melhor a gastronomia francesa oferece.

Falando em praças e jardins, o Jardim das Tulherias existe desde o Século XVI e, obviamente, de lá para cá passou por algumas transformações. O resultado atual é fenomenal. O lugar é muito frequentado pelos moradores locais, e ainda mais pelos visitantes. Localizado no entorno do Palácio das Tulherias, residência oficial de reis e rainhas, o jardim encanta por sua beleza, por suas esculturas e monumentos, além da impecável limpeza. Você pode passar um dia inteiro lá, visitando inclusive os dois museus que existem no local e que abrigam entre outros objetos, obras de arte.

Falando ainda de museus – e em Paris tem muitos - vale destacar o Museu Rodin que tem mais de seis mil trabalhos, entre esculturas, pinturas, rascunhos etc, todos assinados por Auguste Rodin. Ali também tem um magnifico jardim no qual se encontram expostas mais obras do famoso artista.

Quer saber mais sobre a história da França, principalmente da história militar, então você tem que visitar o “Hôtel des Invalides”. O edifício foi construído no Século XVII especialmente para abrigar os feridos de guerras e durante um século cumpriu seu papel. Atualmente, entre outros, abriga o túmulo de Napoleão Bonaparte e o Museu das Armas, considerado o maior acervo militar francês.

Pulando de História para Arte Moderna, o Centro Georges Pompidou é uma construção futurista, moderna com suas tubulações coloridas e aparentes que contrastam com a suntuosidade dos monumentos históricos. Na biblioteca cabem cerca de duas mil pessoas e daí já se pode imaginar a imensa quantidade de livros e afins; tem ainda exposições de artes, diversas galerias, cinemas e salas de concertos. 

Claro que as compras não foram esquecidas. O endereço então é a Galeries Lafayette Hausmann, a maior loja de departamentos de Paris com seus dez andares de quase tudo de melhor que você pode encontrar em moda masculina, feminina e infantil, grifes famosas e produtos para o dia a dia; perfumes, joias e bijuterias e muito mais do que você poderia imaginar, além de produtos gourmets. Quem sabe você não tem a felicidade de visitar o local num dos períodos de liquidações?

Quer mais? Que tal o Parque de La Villette? São 55 hectares e moderníssimo. As crianças e adultos são atraídos pelos brinquedos e esculturas futuristas e por uma interessante agenda cultural que contemplam diversos interesses. Na área encontram dez subparques temáticos e a Cidade das Ciências. Destaque que merece atenção no Parque de La Villette é a La Géode, uma cúpula espelhada que abriga um teatro Omnimax. A tela hemisférica gigante cobre mil metros quadrados. Imagine uma projeção de filme nesta magnitude. Os filmes são mostrados em alta definição e em 3D.

Você conheceu mais algumas atrações da Cidade Luz. Gostou, não é! Procure uma agência de viagens e programe-se. Sonhe. Se não der para ir agora, converse com a família, programe as despesas e planeje a viagem de sua vida. Lembrando que você vai precisar de passaporte válido por três meses, além dos documentos habituais. Se vai somente para passear durante alguns dias, não precisará de visto. Boa viagem!