Musculação pode retardar envelhecimento

Todo mundo sabe que a musculação é uma prática de treinamento extremamente importante para a saúde, para o desenvolvimento corporal e para a prevenção de doenças

Comentar
Compartilhar
04 JUN 2017Por Da Reportagem17h00

Muitos estudos comprovam a eficiência da musculação e um desses estudos demonstrou que pessoas que envelheceram levantando pesos apresentaram conservação da massa muscular. 
A musculação traz benefícios como melhora na massa muscular, flexibilidade e massa óssea, a melhora nas condições funcionais em pessoas com idade avançada. Os mais idosos apresentam maior força física, disposição e menos sintomas de depressão.
As pesquisas revelaram que idosos que envelheceram praticando corrida ou natação apresentaram os mesmos níveis de hipotrofia muscular (diminuição da massa muscular, o contrário de hipertrofia) encontrados em idosos sedentários. Em contrapartida, os que envelheceram praticando musculação apresentaram conservação da massa muscular.
Segundo estudos da professora e pesquisadora em treinamento Maria Fiatarone, da Divison on Aging na Harvard Medical School no International Pre-Olympic Scientific Congress on Physical Activity, Sport and Health in Dallas, o fator condicional da força tem uma importância extraordinária pelas características de envelhecimento corporais influenciáveis que se encontram bem comprovadas a nível científico. As características são:

• Perda de massa muscular
• Perda de força
• Redução do metabolismo basal
• Composição do peso corporal mais prejudicial
• Diminuição da capacidade aeróbica
• Redução da tolerância á glicose
• Proporções de colesterol mais prejudiciais
• Diminuição da pressão arterial
• Redução da densidade óssea
• Termo-regulação mais difícil

A pesquisadora chegou à conclusão de que os exercícios musculares fazem diferença em um programa de treinos para amenizar os problemas do envelhecimento, e ainda melhoram os sistemas cardiovascular, respiratório, endócrino, motor e muscular.
Com um treinamento de força, adequado à idade, que acompanhe toda a vida, os processos degenerativos da coluna vertebral, por exemplo, podem ser positivamente influenciados. Essas degenerações são muito comuns em idosos, e causam muitas dores e impossibilidade de se locomover com habilidade. As pessoas que treinam com regularidade mostram uma menor morbidez em relação às síndromes das dores lombares do que as pessoas não treinadas.
Outro fator importante é a estética já que a musculação age na composição corporal da pessoa, deixando-a mais magra, aumentando a quantidade de músculos e diminuindo a gordura do seu corpo. A grande vantagem na prática de musculação por idosos é a reversão do quadro de inabilidade motora decorrente da hipotrofia, evitando os aumentos perigosos de pressão arterial e de frequência cardíaca apresentadas nas atividades da rotina diária.
Então, não precisamos esperar mais para praticar musculação, pois existem motivos de sobra. Além da qualidade de vida, retardar o envelhecimento é uma vantagem das boas.