Mudos e calados

Comentar
Compartilhar
01 NOV 2017Por Da Reportagem00h00

A fala indignada do presidente do Condesb não só serviu de recado para Edmur Mesquita, como praticamente garantiu o silêncio de algumas autoridades presentes no encontro, entre eles o deputado Caio França, o prefeito de Guarujá, Valter Suman, o de Peruíbe, Luiz Maurício Pereira (que saiu antes do final da fala de Edmur), e do prefeito de São Vicente, Pedro Correa (PMDB), que só abriu e fechou o encontro.