Mais de 16 mil pessoas são atendidas por ano

Contatos, por mês, passam de 1,3 mil no posto em Santos

Comentar
Compartilhar
30 MAI 201418h09

As ligações recebidas no posto do CVV em Santos passam de 1,3 mil por mês, de acordo com a entidade. Os telefonemas são feitos para os números 3234-4111 e 141 (da entidade em todo o País).

Atualmente, cada plantão é composto por um único voluntário. Nos próximos meses, a intenção é que alguns dos plantões tenham dois voluntários, já que um grupo de 18 candidatos está em treinamento.

Crédito: Matheus Tagé/DL

De acordo com o portavoz Renato Caetano de Jesus, duas vezes por ano são iniciados processos de seleção, nos meses de março e agosto.

“É um dos poucos trabalhos voluntários que seleciona os seus integrantes. Não é por exclusão, mas o que a gente procura fazer é mostrar se realmente a função é aquilo que a pessoa quer”, diz Caetano.

Religião que eles (os assistidos) se encontram. A base do tratamento do Desafio Jovem é através da fé. Sem devoção, não tem recuperação”, ressalta Henrique de Paula.

No Brasil

Em todo o país, são mais de 2.000 voluntários divididos nos 68 postos de atendimento em todo o Brasil, que realizam cerca de 1 milhão de atendimentos ao ano.

Segundo Zenaide Rocha, voluntária do CVV há 13 anos, apesar do número de voluntários ser no país ser significativo, há necessidade constante de entrada de novos colaboradores. “Atendemos 24 horas por dia na maioria dos postos de atendimento”, frisa.

Para se tornar um voluntário do CVV, é preciso ter pelo menos 18 anos de idade. No curso do Programa de Seleção de Voluntários são apresentadas bases teóricas e muitas horas práticas. “É na simulação dos possíveis tipos de atendimento que o candidato entende nosso trabalho e percebe se tem ou não identificação com ele”, explica Zenaide.