Maior consciência

Comentar
Compartilhar
27 MAI 2017Por Da Reportagem00h00

"Este projeto, acima de tudo, é uma forma de ampliar a consciência da população sobre o autismo. Muitos estabelecimentos não reconhecem o autista como um portador de deficiência e os acompanhantes destas pessoas não sabem que são merecedoras do direito de integrar filas preferenciais. Com a sinalização disponível, fica assegurado o respeito e o tratamento adequado para eles", ressaltou o parlamentar.