Ligue o radar! É hora de escolher um centro de beleza

Se as normas de higiene e saúde não forem seguidas corretamente, abre-se caminho para as bactérias

Comentar
Compartilhar
28 MAI 2017Por Da Reportagem14h50
Foto: Divulgação

Ninguém duvida que frequentar um centro de beleza faz um bem enorme ao visual e a autoestima. No entanto, é preciso ficar atento quanto ao local escolhido. Nem sempre altos preços é sinal de excelência nos serviços, principalmente quando se pensa em higiene e saúde.

Por isso, na hora de escolher centro de beleza, ou popularmente “salão”, bom mesmo é prestar atenção em pequenos detalhes.

A escolha dos utensílios corretos, como alicates, toalhas, ceras e até a escova de cabelo, deve ser feita com muita atenção, pois quando não higienizadas devidamente, essas ferramentas podem ser verdadeiras inimigas da estética.

Segundo especialistas em Dermatologia, o maior vilão dos salões de beleza ainda são os instrumentos cortantes, como tesouras e alicates, que podem transmitir bactérias e vírus como Hepatite B e C, além de HIV e HTLV.  Assim, a melhor forma de evitar contaminação é levar sempre um kit manicure, com seus próprios materiais, no entanto deve-se enfatizar que as estufas para esterilização também são boas soluções para se livrar do risco de doenças, devido à alta temperatura. Tem sido uma prática cada vez mais frequente, o salão oferecer os kits individuais que ficam guardados no local devidamente etiquetados com o nome da cliente, ou do cliente.

O mesmo se aplica às ceras, que quando submetidas ao calor elevado não transmitem perigo à cliente. Caso contrário, a opção deve ser pelas descartáveis; as ceras frias jamais podem ser reaproveitadas. É uma questão de higiene íntima mesmo, como escova de dente, pois podem transmitir doenças de pele como foliculite e micoses.

E para quem não vive sem colorir as madeixas, o cuidado a ser tomado deve ser redobrado na hora de aplicação do produto. Por conter formol e outras substâncias químicas, não é aconselhável ficar durante muito tempo em contato com o couro cabeludo, ou corre o risco de gerar uma dermatite de contato. As escovas e pentes merecem atenção, pois podem causar pediculoses, como piolhos e lêndeas.

Para tentar impedir qualquer tipo de contágio entre uma cliente e outra, alguns salões de beleza já utilizam materiais descartáveis e esterilizados, inclusive na depilação, manicure e pedicure.

Outros cuidados como toalhas para uso individual, lençóis descartáveis ou protetores plásticos são providências simples que ajudam bastante na higienização e reduzem os riscos de contaminação.

Na hora de escolher o local onde você vai tratar dos cabelos e unhas, e ainda fazer os procedimentos de estética facial e corporal, fique atenta a estes detalhes. É bom lembrar que a maioria dos salões estão antenados no problema da contaminação e se previnem usando as estufas esterilizadoras e materiais descartáveis. Fique de olho!