Liberdade

Comentar
Compartilhar
07 MAR 2018Por Da Reportagem00h00

Zoel acredita que os vereadores se acham no direito de definir o que deve e o que não deve ser ensinado em sala de aula, contrariando a liberdade de cátedra, que é constitucional, e interferindo numa área que a grande maioria não conhece. “Dos 17 vereadores, apenas um é professor. Mantendo essa toada, a Câmara daqui a pouco quererá também estabelecer as doenças que os médicos deverão ou não diagnosticar, o que os artistas abordarão em suas obras”, dispara.