Inscrições para as Oficinas Querô são prorrogadas

Jovens de 14 a 18 anos podem se inscrever até domingo, dia 22

Comentar
Compartilhar
17 MAR 201511h57

Devido à grande procura para fazer parte da Turma Básica das Oficinas Querô 2015, as inscrições foram prorrogadas por mais esta semana e seguem até domingo (22/03). O curso é gratuito e oferece capacitação audiovisual a jovens de baixa renda, sendo preciso também, ter entre 14 e 18 anos e ser estudante das escolas públicas de Santos, São Vicente, Cubatão e Praia Grande. As aulas são ministradas cinco dias por semana na Unimonte, por grandes cineastas da atualidade. Até o momento, mais de 200 jovens já realizaram a inscrição.

As inscrições online acontecem pelo Facebook - fb.com/institutoquero -, no aplicativo “Inscrições Abertas!”. Basta preencher o formulário e aguardar. Todos os inscritos passarão por mini oficinas a serem realizadas na Unimonte, no Sesc Santos e nas escolas públicas da região. Quem já se inscreveu, é preciso ficar atento no email inscrito ou na Caixa de Entrada “Outras” no Facebook, pois as primeiras mini oficinas começam esta semana.

O projeto é desenvolvido pelo Instituto Querô e cerca de 300 jovens já passaram pelas Oficinas, produzindo em 9 anos, 84 filmes e conquistando 41 prêmios. No curso, os jovens aprendem roteiro, produção, fotografia, edição, entre outras funções do cinema, além da sessão especial dos curtas realizados no ano, exibidos no Cine Roxy. Com patrocínio do Banco Votorantim, o curso também oferece aulas de formação cidadã, transporte gratuito da Viação Piracicabana, tratamento dentário pelo projeto Dentista do Bem e acompanhamento social. As aulas começam em abril.

Mais informações pelo site www.institutoquero.org; email [email protected]; Facebook fb.com/institutoquero; e Instagram instagram.com/institutoquero.

Instituto Querô
O Instituto Querô é uma organização da sociedade civil de interesse público (Santos/SP) que utiliza o audiovisual como ferramenta para estimular talentos, promover a inclusão cultural, transmitir valores, desenvolver o empreendedorismo e dar voz a jovens que vivem em condições de alto risco social.

Making off de Azul da Cor do Mar, projeto das oficinas Querô (Foto: Divulgação)