Guarujá realiza festa de fim de ano para idosos

Ação reuniu usuários para encerrar e festejar atividades realizadas ao longo do ano

Comentar
Compartilhar
17 DEZ 201312h27

Dar qualidade de vida e gerar convívio saudável para a terceira idade guarujaense respeitando seus direitos. Com esse intuito, o Centro de Atendimento à Pessoa Idosa (CATI) do Município realizou na última quinta-feira (12), a festa de fim de ano da unidade. O evento contou com missa, palestra motivacional, auto de natal, almoço e apresentações de coral e de mambo.

Cerca de 90 idosos compareceram ao evento. O repertório da apresentação foi composto por músicas natalinas. As atrações foram todas desenvolvidas pelos idosos que integram o CATI. O órgão é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, por meio da Diretoria de Proteção Básica.

A festa de fim de ano faz parte do calendário anual de atividades e ações desenvolvidas pela Unidade e contou com o apoio dos Conselhos do Idoso e da Pessoa com Deficiência, além da participação das Paróquias Santa Rosa de Lima e Nossa Senhora das Graças.

A secretária adjunta da secretaria de Desenvolvimento e assistência Social, Maria Angélica de Araújo Cruz, explica que a festa tem um significado importante para as pessoas que frequentam o equipamento social. “Abrimos a programação com a missa para dar uma palavra de agradecimento. Esses idosos são espelhos, eles estimulam outros a saírem de casa e procurarem o espaço para praticar alguma atividade, além de conviver com outras pessoas e fazer novas amizades”.

Festa de fim de ano do CATI (Foto: Divulgação/PMG)

A aposentada Marinalva Rocha dos Santos, de 62 anos, frequenta o órgão há cinco anos e diz só ter palavras para agradecer as atividades desenvolvidas. “Depois que passei a frequentar a unidade meu dia a dia melhorou, me sinto cada vez mais disposta. A festa de fim de ano é mais um momento de lazer para todos”.

Dalvino Carlos dos Santos, esposo de Marinalva, pegou o embalo da esposa e já frequenta a unidade há dois anos. É a segunda vez que o aposentado, de 66 anos, comparece na confraternização de fim de ano. “É um forma de integração social e hoje o mundo precisa que as pessoas socializem”, conta. Dalvino, sempre que pode, participa das ações realizadas pelo CATI, como passeios, excursões, caminhadas e o curso de ginástica. “As atividades são muito importantes, principalmente quando chegamos na terceira idade”, diz.

O CATI atende mais de 400 idosos do Município e oferece atividades como aulas de alongamento, balé, dança do ventre, dança de salão, ginástica, tai Chi Chuan, pintura em tela e tecido. Para o próximo ano, 2014, a terceira idade contará, também, com aulas de jazz.

Serviço – Para fazer parte do Centro de Atendimento ao Idoso é necessário ter mais de 60 anos e comparecer ao local munido de uma foto 3x4, xerox do documento de identidade e do comprovante de residência para a realização do cadastro.