Eterno coadjuvante, Bruce Dern é indicado ao Oscar de melhor ator

Finalmente, em Nebraska, de Alexander Payne, o ator ganhou o papel-título

Comentar
Compartilhar
04 FEV 201412h59

O ator norte-americano Bruce Dern, de 77 anos, recebe sua primeira indicação ao Oscar de melhor ator por seu papel em Nebraska. A primeira nomeação foi em 1978 por sua atuação no filme Amargo Regresso (Coming Home), na categoria melhor ator coadjuvante. Em 1982, o ator foi premiado com o Urso de Prata por seu trabalho emO Campeão da Temporada,  ( That Championship Season), de 1982.

A indicação de Dern pode representar um reconhecimento da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas ao talento deste ator que, ao longo de sua carreira em Hollywood, recebeu na maioria das vezes papéis secundários. Bruce Dern jamais alcançou o estrelato, mesmo sendo elogiado pela crítica por suas atuações. 

Bruce é pai da também atriz Laura Dern, mais conhecida por Parque dos Dinossauros (Jurassic Park), de 1993, e era neto de um governador de Utah que também  foi secretário de guerra de Franklin D. Roosevelt.

Bruce Dern concorre ao Oscar na categoria de melhor ator por Nebraska, de 2013 (Foto: Divulgação)

Bruce Dern começou a carreira de ator no teatro. Já na década de 1960 fez diversos trabalhos na televisão e, finalmente, conseguiu seu primeiro papel no cinema, não-creditado em Rio Violento, em 1960. Trabalhou com Alfred Hitchcock em Marnie: Confissões de uma Ladra (1964).

Em 1974, Dern viveu o milionário Tom Buchanan no remake O Grande Gatsby, contracenando com Robert Redford e Mia Farrow. Alguns críticos disseram, na época, que "Gatsby" teria sido melhor se Dern fosse o protagonista em vez de Robert Redford.

No entanto, Bruce Dern permanecia fazendo papéis coadjuvantes no cinema, interpretando sociopatas, psicopatas e criminosos. Mas, em 1979, ainda como coadjuvante, ganhou seu primeiro Oscar por sua atuação em Amargo Regresso (1978).

Recentemente, Dern participou de filmes como Django Livre (2012) e o elogiado Nebraska (2013), no qual é indicado ao Oscar de melhor ator.

Certa vez, nos anos 1970, Jack Nicholson , um amigo próximo, afirmou que Dern foi o melhor da nova geração de atores que nasceram pouco antes da Segunda Guerra Mundial.
 

Outros críticos apontaram para seu bom trabalho como o irmão de Jack Nicholson, em O Dia dos Loucos (1972). Na visão deles, Dern era um ator cujo talento era subestimado e subutilizado.

Bruce Dern em Trama Macabra, de Alfred Hitchcock, de 1976 (Foto: Divulgação)

Após viver um fuzileiro naval traído em Amargo Regresso, chegou-se a um consenso em Hollywood de que Dern era um ótimo ator. Ele ganhou uma indicação ao Oscar para o papel.

Interpretando papéis de psicopatas, Dern havia superado até mesmo Anthony Perkins (Psicose), e estava determinado a passar de coadjuvante a protagonista nos filmes, mas sem sucesso.

Após sua indicação ao Oscar, em 1979, Dern estrelou 26 filmes em 11 anos, entre cinema e televisão. Nenhum deles trouxe o estrelato ou aclamação, e sua tentativa de se tornar um ator principal, Idade Média Louco (1980), caiu mal (ele tinha recebido uma nomeação para Melhor Performance de Ator Estrangeiro no 1981 Genie Awards, o equivalente canadense do Oscar, por seu trabalho). Ele estava de volta aos psicopatas, desta vez com uma vantagem, em Tatuagem (1981). O filme fracassou e sua reputação ficou manchada quando ele se gabou de ter tido relações sexuais reais com a co-estrela Maud Adams. Adams, no entanto, sempre negou o fato.

Finalmente Dern teve novo reconhecimento nos anos 80, quando conseguiu um papel cobiçado na adaptação cinematográfica O Campeão da Temporada (1982),  do diretor de Jason Miller, vencendo o Urso de Prata. Mas, o filme foi uma decepção com os críticos e nas bilheterias.

Seguindo com sua carreira na televisão, teve um bom desempenho no filme Overdose (1985), mas no geral, sua carreira agonizava.

Na pele do psicopata Tio Bud, em Dominados Pelo Desejo (1990), Dern alimentava sua esperança de uma nova indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante, mas o filme foi um fracasso de bilheteria e a indicação jamais aconteceu.

Bruce Dern nunca alcançou o estrelato, embora tenha sido elogiado pela crítica muita vezes por suas atuações (Foto: Divulgação)

Ao longo da década de 1990, Dern fez diversos filmes, mas nada que projetasse sua carreira ao estrelato. 

Nebraska

Finalmente, em Nebraska, de Alexander Payne, Dern ganhou o papel-título e sua primeira indicação ao Oscar na categoria de melhor ator.
No filme Nebraska, Woody Grant (Bruce Dern) é um homem idoso que acredita ter ganho US$ 1 milhão após receber pelo correio uma propaganda. Decidido a retirar o prêmio, ele resolve ir a pé até a distante cidade de Lincoln, em Nebraska. Percebendo que a teimosia do pai o fará viajar de qualquer jeito, seu filho David (Will Forte) resolve levá-lo de carro. Só que no caminho Woody sofre um acidente e bate com a cabeça, precisando descansar. David decide mudar um pouco os planos, passando o fim de semana na casa de um de seus tios antes de partir para Lincoln. Só que Woody conta a todos sobre a possibilidade de se tornar um milionário, despertando a cobiça não só da família como também de parte dos habitantes da cidade.

Veja o trailer do filme:

Filmografia:
- Cut Bank (2014)
- Fighting for Freedom (2013)
- Nebraska (2013)
- Northern Borders (2013)
- Coffin Baby (2013)
- Django Livre (Django Unchained, 2012)
- Hitting the Cycle (2012)
- Virgínia (Twixt, 2011)
- Inside Out (2011)
- Kokuriko-zaka kara (Voz – Versão em Inglês, 2011)
- Choose (2010)
- Trim (2010)
- The Lightkeepers (2009)
- O Buraco (The Hole, 2009)
- American Cowslip (2009)
- The Golden Boys (2008)
- Swamp Devil (2008)
- A Vida e a Morte De Bobby Z (The Death and Life of Bobby Z, Não-creditado, 2007)
- Doces Encontros (The Cake Eaters, 2007)
- Duplo Assalto (The Hard Easy, 2006)
- Sonhando Alto (The Astronaut Farmer, 2006)
- Walker Payne (2006)
- Believe in Me (2006)
- O Vale Proibido (Down in the Valley, 2005)
- Madison (2005)
- Monster: Desejo Assassino (Monster, 2003)
- Milwaukee, Minnesota (2003)
- Masked and Anonymous (2003)
- A Casa de Vidro (The Glass House, 2001)
- Espírito Selvagem (All the Pretty Horses, 2000)
- Rota de Fuga (If… Dog… Rabbit, 1999)
- A Casa Amaldiçoada (The Haunting, 1999)
- Pequenos Guerreiros (Small Soldiers, Voz, 1998)
- O Último Matador (Last Man Standing, 1996)
- O Preço da Traição (Mulholland Falls, Não-creditado, 1996)
- Por Água Abaixo (Down Periscope, 1996)
- Wild Bill (1995)
- Mrs. Munck (1995)
- Diggstown (1992)
- Dominados Pelo Desejo (After Dark, My Sweet, 1990)
- Meus Vizinhos São um Terror (The ‘Burbs, 1989)
- 1969: O Ano que Mudou Nossas Vidas (1969, 1988)
- Era da Destruição (World Gone Wild, 1988)
- A Cidade do Jogo (The Big Town, 1987)
- On the Edge (1986)
- Harry Tracy: Caçado Até a Morte (Harry Tracy, Desperado, 1982)
- O Campeão da Temporada (That Championship Season, 1982)
- Tatuagem (Tattoo, 1981)
- Middle Age Crazy (1980)
- Caçador de Morte (The Driver, 1978)
- Amargo Regresso (Coming Home, 1978)
- Black Sunday (1977)
- Folies bourgeoises (1976)
- Won Ton Ton: O Cachorro que Salvou Hollywood (Won Ton Ton: The Dog Who Saved Hollywood, 1976)
- Trama Macabra (Family Plot, 1976)
- Smile (1975)
- Ambição Acima da Lei (Posse, 1975)
- O Grande Gatsby (The Great Gatsby, 1974)
- Matança em San Francisco (The Laughing Policman, 1973)
- Pat Garrett & Billy the Kid (Não-creditado, 1973)
- O Dia dos Loucos (The King of Marvin Gardens, 1972)
- Thumb Tripping (1972)
- Corrida Silenciosa (Silent Running, 1972)
- Os Cowboys (The Cowboys, 1972)
- O Amanhã Chega Cedo Demais (Drive, He Said, 1971)
- The Incredible 2-Headed Transplant (1971)
- The Rebel Rousers (1970)
- Os 5 de Chicago (Bloody Mama, 1970)
- A Noite dos Desesperados (They Shoot Horses, Don’t They?, 1969)
- The Cycle Savages (1969)
- Number One (1969)
- A Defesa do Castelo (Castle Keep, 1969)
- Uma Cidade Contra o Xerife (Support Your Local Sheriff!, 1969)
- A Marca da Forca (Hang ‘Em High, 1968)
- Busca Alucinada (Psych-Out, 1968)
- …E o Bravo Ficou Só (Will Penny, 1968)
- Ouro é o que Ouro Vale (Waterhole #3, 1967)
- Viagem ao Mundo da Alucinação (The Trip, 1967)
- O Massacre de Chicago (The St. Valentine’s Day Massacre, 1967)
- Gigantes em Luta (The War Wagon, 1967)
- Os Anjos Selvagens (The Wild Angels, 1966)
- Com a Maldade na Alma (Hush… Hush, Sweet Charlotte, 1964)
- Marnie: Confissões de uma Ladra (Marnie, 1964)
- Rio Violento (Wild River, Não-creditado, 1960)
 

Prêmios:

Oscar:

- Indicado ao Oscar de Melhor Ator por Nebraska (2014);

- Indicado como Melhor Ator Coadjuvante por Amargo Regresso (1979);

Globo de Ouro:

- Indicado como Melhor Ator – Comédia ou Musical por Nebraska (2014);

- Indicado como Melhor Ator Coadjuvante por Amargo Regresso (1979);

- Indicado como Melhor Ator Coadjuvante por O Grande Gatsby (1975);

Festival de Berlim:

- Vencedor do Urso de Prata de Melhor Ator por O Campeão da Temporada (1983);

Festival de Cannes:

- Premiado como Melhor Ator por Nebraska (2013);

Framboesa de Ouro:

- Indicado como Pior Ator por Tatuagem (1982);
Screen Actors Guild Awards:

- Indicado como Melhor Ator por Nebraska (2014).

Fonte de pesquisa: IMDb

Série "...e o Oscar vai para..."

Não deixe de acompanhar a série "...e o Oscar vai para..." sobre os atores, atrizes, diretores, filmes, roteiristas, compositores, diretores de fotografia, entre outros, indicados ao Oscar 2014, no Cinema DL. Fique por dentro de tudo sobre Cinema!

A cerimônia do Oscar será realizada no dia 2 de março, no Teatro Dolby Theatre, em Los Angeles, Califórnia, com transmissão ao vivo para 225 países.