Estádio sem polícia

Comentar
Compartilhar
15 DEZ 2017Por Da Reportagem00h00

Ao sugerir um projeto de lei que visa proibir a utilização de servidores públicos estaduais e municipais em eventos de natureza privada que comercializam produtos e serviços, incluindo ingresso em suas dependências, o vereador santista Sérgio Santana (PR) não só ganhou pontos com sua categoria, como acabou atingindo a dos guardas municipais, que tempos atrás era comum serem vistos resguardando eventos privados em Santos, como casamentos de secretários e reuniões do Rotary e da Maçonaria.