X
Mais DL

Emagreça naturalmente!

Até parece título de filme, mas a maioria está “à espera de um milagre” quando o assunto é manter o corpo em forma. E esse “em forma” significa magro, flexível e rijo. Sabem, aqueles iguais das capas de revistas?

Na verdade, parece existir uma obrigatoriedade de ser magra ou magro, se analisarmos o que diz a moda e as roupas disponíveis no mercado. Cada vez mais manequins 44, 46, e os seguidos, não têm vez. Fala-se muito em inclusão, em adaptação dos tamanhos ao biotipo das brasileiras, mas geralmente os modelos considerados “fashion” são confeccionados para as magras, e magros porque os homens também não escapam disso. Quem é um pouco maior, tem que se contentar com roupas nem tão “fashion” assim, pois a “ditadura da magreza” já começa no momento da criação dos modelos.

Dessa maneira, existe uma corrida desenfreada atrás de métodos de emagrecimento, sendo que alguns prometem milagres e comprometem a saúde. É difícil encarar uma dieta diante de tantas opções e diante da correria do dia a dia, daí a saída é buscar pelos “milagres”, ou seja, perder peso rapidamente e sem muito sacrifício, quando não tem outro jeito senão fechar a boca – isto não quer dizer passar fome - e movimentar-se.

Muito se fala em táticas de emagrecimento, mas será que tudo o que se diz é eficaz?

Será que beber água morna com limão todos os dias, em jejum, emagrece? Os especialistas explicam que não, apesar de não fazer mal já que limão tem vitamina C e a água também faz bem.

A pimenta e o gengibre são os queridinhos da dieta, pois tem sido largamente dito que o organismo gasta mais calorias para digeri-los. Isso é verdade porque a pimenta e o gengibre são conhecidos como queimadores de gordura e aceleram o metabolismo, mas não se enganem porque não existem alimentos que queimam mais calorias do que fornecem ao organismo e também não dá para ingerir um prato cheio de pimenta e outro cheio de gengibre.

Outra queridinha é a dieta da proteína, ou seja, restringir os carboidratos e dar preferência ao consumo de proteínas e gorduras, ela funciona, mas os médicos alertam que é perigosa para a saúde por isso não pode ser adotada por muito tempo porque os carboidratos são importantes para o organismo. O ideal é buscar o equilíbrio na alimentação porque pode se emagrecer rapidamente, mas rapidamente também se engorda de novo, é o chamado “efeito sanfona”.

Outro mito são os alimentos “diet” ou “light”. É normal se pensar que sendo desta categoria, pode se comer à vontade. Puro engano. Eles foram feitos para quem tem alguma restrição a açucares e gorduras devido a problemas de saúde. O chocolate “diet”, por exemplo, não tem açúcar, mas tem gordura então não pode ser consumido à vontade.

Uma verdade, a água é grande aliada do emagrecimento e da boa saúde. Ela melhora o funcionamento do intestino e dos rins e assim ajuda a eliminar as toxinas do organismo; beber água ajuda a diminuir a vontade de “beliscar” guloseimas fora de hora.

Os chás podem ser incluídos no dia a dia, principalmente o chá verde que também exige um maior esforço do organismo para digeri-lo. É bom preparar uma jarra logo de manhã e consumir ao longo do dia, mas não como substituto da água.

Outra ideia que tem sido difundida é que comer carboidrato à noite não pode. É bom lembrar que o que faz engordar é a quantidade ingerida, independente da hora. Á noite, o metabolismo é mais lento, mas isso não quer dizer muita coisa; quem se movimentou durante o dia e mantém dieta equilibrada, pode alimentar-se normalmente no jantar, afinal os carboidratos são fontes de energia para o organismo. Outra crendice é deixar de jantar, ou pular refeições, na ilusão de emagrecer. O que vai acontecer é que o cérebro vai entender que o corpo precisa gastar menos energia e o metabolismo vai funcionar mais devagar, até aparecer novamente os alimentos.

Assim, o mais conveniente é adotar a reeducação alimentar, comer de 3 em 3 horas, sempre em pequenas porções, não pulando nenhuma delas.

Para quem está começando, pense na dieta um dia de cada vez. Bom, antes de tudo é bom consultar um endocrinologista para saber as suas reais condições de saúde. Siga a dieta dia a dia. Será difícil no começo, mas não encare como sacrifício. Deixe de lado as frituras, refrigerantes e os doces, substituindo-os por opções saudáveis, mesmo que você tenha que encarar diariamente o self-service  na hora do almoço.

Respire fundo e comece enchendo o prato de salada. Você vai se acostumar e principalmente adorar os resultados.

Não ceda à tentação de liberar tudo no final de semana, você estará sabotando a dieta e, acredite, vai engordar tudo o que perdeu durante a semana. Não perca o foco.

E caminhe, caminhe sempre.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Semana terá clima maluco, por isso, leve guarda-chuva, protetor solar, casaco, para-raio e um bote

Clima indeciso marcará últimos dias de novembro

Brasil

Bolsonaro participa da formatura de cadetes do Exército na Aman

Os 391 cadetes são do 4º ano da Turma Dona Rosa da Fonseca

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software