'É a hora de mostrar a Croácia ao mundo', diz treinador antes de final

Na véspera da final da Copa do Mundo, neste sábado (14), o treinador croata Zlatko Dalic falou sobre a grandeza do evento, a representatividade do feito de sua seleção e pediu: a população do país precisa festejar a ocasião e mostrar sua cara para o plane

Comentar
Compartilhar
14 JUL 2018Por Folhapress17h19
O treinador croata Zlatko Dalic.O treinador croata Zlatko Dalic.Foto: Fotos Públicas

Na véspera da final da Copa do Mundo, neste sábado (14), o treinador croata Zlatko Dalic falou sobre a grandeza do evento, a representatividade do feito de sua seleção e pediu: a população do país precisa festejar a ocasião e mostrar sua cara para o planeta.

"A gente só pôde ver um pouco do que está acontecendo por lá na Croácia, mas não poderíamos estar mais orgulhoso por levar tanta felicidade, mesmo com os problemas do país. Eles deixaram tudo de lado e estão felizes com a gente. Ganhando ou perdendo, vai ser um evento gigante na Croácia. Isso é uma das nossas grandes motivações. Tomara que tenha 4 milhões de pessoas nas ruas celebrando, que eles fiquem igual Brasil e Argentina", disse Dalic em referência aos país sul-americanos que costumam celebrar vitórias com empolgação.

"Eu não ligo para estatísticas. Amanhã é a final da Copa. Não pensamos em quem está do outro lado. Vamos dar o nosso melhor. Não importa quem é o oponente. Essa é uma hora de mostrar ao mundo inteiro a Croácia jogar e a maioria vai torcer pra gente. Queremos mostrar que somos os melhores, não tem melhor hora para um jogador, para um treinador do que para a final amanhã. Aconteça o que acontecer, vamos ficar felizes e orgulhosos. Os convocados aqui enfrentaram muitos problemas, jogaram em estádios vazios...sem esse caráter, essa persistência, não chegaríamos à decisão. Sou muito orgulhoso deles. Não importa o adversário", declarou.

Em um discurso motivacional, o treinador que tem menos de um ano no cargo deu a receita a seus jogadores. "Essa é a nossa partida mais difícil. Antes disso, eu falei que todos os nove pontos do grupo não iam adiantar. Não vou colocar pressão nos jogadores antes de uma partida dessa. A casa vai estar cheia, o mundo vai assistir. Vai lá e joga seu futebol. Não tenha medo. Simples. Isso é o maior momento das nossas vidas. Mas eu acredito que esse é o maior jogo para eles e para os croatas", comentou.

"Estamos prontos para dar tudo o que temos e estamos prontos para perder com dignidade se acontecer, mas queremos mostrar a nossa qualidade e representar nosso país da melhor maneira possível. Se a gente ganhar o troféu, ninguém vai poder ficar mais orgulhoso do que a gente vindo de um país assim. Mas se perder, vamos congratular o adversário. Estamos aqui para curtir a final".

RELAÇÃO COM ATLETAS

Um tema que tem gerado preocupação para os croatas é a série de três prorrogações no mata-mata, com direito a duas disputas de pênaltis.

Dalic disse confiar em sua relação com o grupo: "amanhã é a final da Copa do Mundo. Simples. Os jogadores sabem disso. Uma coisa que me deixa feliz é que eles admitem se precisar não estar 100%, nossa relação é tão boa que eles falam isso. Eles sabem o tamanho de estar na final. Se eles não estiverem saudáveis, eles vão falar. Nós descansamos, treinamos, a gente tem alguns jogadores com pequenos problemas e lesões e espero que amanhã todos estejam prontos para jogar. Se não tiver, temos ótimos jogadores no banco".

Na sequência, o treinador lembrou sobre essa relação de cumplicidade com os atletas.

"A gente se relaciona com respeito e confiança. Entre nós. Claro que eles respeitam a minha função de tomar a decisão final. Mas eu acredito que ter relação assim é importante. A gente fica pouco tempo junto, não temos tempos para conversar, mas discutir o time. A gente está aqui para ganhar. Não tem segredo nem dilema, não tomo nenhuma decisão antes de falar com os jogadores, falar o que penso e ter o feedback deles. E aí eu tomo a decisão. A solução para agora é isso. Isso nos traz unidade. Nós somos amigos e isso ajuda a ter resultado", contou.

Para um time com tanta abnegação, há exemplos em todos os setores do campo. O centroavante que fez gol da classificação e deixa muito nas quatro linhas foi exaltado.

"Primeiro de tudo, o Mandzukic é um jogador top. A carreira dele mostra que em todos os clubes e em todos os troféus, ele dá tudo o que tem no campo. Não faz diferença qual jogo. Eu falo que ele vai jogar como centroavante e ele joga de forma diferente no clube, ele nunca reclama. Nunca temos problemas com ele. Ele é muito importante. Ele é o primeiro a defender, faz um trabalho importante. Marcou um gol importante no último jogo. 

Todo treinador quer ter um jogador assim no time. Estou muito feliz que el joga por nós. E o mais importante é que ele está curtindo, está num bom humor", ressaltou Dalic.

"Concordo com o treinador", disse Modric. "O Mandzukic tem muita qualidade. E além disso tem caráter, é comprometido, luta pela gente, traz uma motivação diferente para o time. Quando você o vê no gramado, ele luta pelos companheiros. Sou muito feliz por ter ele aqui e ter feito o gol que nos trouxe para a final. Espero que ele faça outro amanhã".