X
Saúde

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

PMs morrem com suspeita de febre maculosa / Divulgação

Um primeiro-sargento e um cabo da Policia Militar, que atuaram como instrutores de um curso de especialização no Rio de Janeiro, morreram durante o final de semana. A suspeita é de que o óbito tenha sido em decorrência de febre maculosa. A informação foi confirmada através das redes sociais do Batalhão de Choque, na manhã deste último domingo (24).

A contaminação teria ocorrido durante o 7º Curso de Operações de Polícia de Choque (COPC) em uma zona de mata no Rio de Janeiro. A doença infecciosa é transmitida por picadas de carrapato.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A morte do primeiro-sargento ocorreu na última sexta-feira (22). A Secretaria de Polícia Militar alertou, em nota divulgada no sábado (23), da possibilidade de infecção da febre maculosa e que realizaria exames complementares no corpo do primeiro PM com suspeita de infecção. A instituição acrescentou que outros policiais que participaram do curso estariam em observação pelo ambulatório de febre do Instituto Oswaldo Cruz.

Em nota, a Fiocruz confirmou o óbito de um paciente com suspeita de febre maculosa na sexta-feira. "O paciente estava internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), no Rio de Janeiro, e teve suas amostras coletadas para análise laboratorial. Os laudos da análise foram enviados à Secretaria Municipal de Saúde (SMS/RJ)."

O curso foi suspenso após o primeiro caso, conforme boletim interno da PM.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Professor usa plataforma pornô para dar aulas de matemática

O taiwanês trabalhava há tempos no mercado de cursinhos, um ramo milionário em uma região marcada pela competitividade no ambiente educacional

Cotidiano

Semana terá clima maluco, por isso, leve guarda-chuva, protetor solar, casaco, para-raio e um bote

Clima indeciso marcará últimos dias de novembro

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software