Décadas de dedicação

Hoje, este lar abriga cerca de 30 pessoas com paralisia cerebral e outras deficiências associadas de ambos os sexos e diferente faixa-etária

Comentar
Compartilhar
26 MAR 201518h11

O Lar Espírita Mensageiros da Luz surgiu a partir do grupo kardecista pertencente ao Centro Espírita Henrique Seara, que teve a ideia de criar um lar para pessoas com deficiência oriundas de famílias em situação sócioeconômica extremamente precária.
 
Em 1969 ocorreu o primeiro acolhimento. A seguir começaram a chegar novos casos. Diante disso, a edificação que era apenas um sobrado, precisou ser ampliada. Atualmente composta por três andares, onde existem: uma secretaria, um salão para palestras, quatro salões dormitórios, um consultório dentário, uma cozinha, uma despensa, uma lavanderia industrial e seis banheiros.

Crédito: Luiz Torres/DL
 
Hoje, este lar abriga cerca de 30 pessoas com paralisia cerebral e outras deficiências associadas de ambos os sexos e diferente faixa-etária. Estes recebem atendimento especializado 24 horas por dia, pela equipe multidisciplinar.