Curiosidades sobre as filmagens de No Limite do Amanhã

Longa de ação é estrelado por Tom Cruise e Emily Blunt e estreiou esta semana

Comentar
Compartilhar
30 MAI 201417h24
A Warner Bros. Pictures divulga curiosidades e informações sobre as filmagens realizadas na Trafalgar Square, a famosa praça localizada no centro de Londres, que foi cenário de No Limite do Amanhã. Os produtores do filme mobilizaram toda a cidade, desde oficiais locais até as pessoas que moravam próximas, para um grande desafio nunca antes realizado: que um helicóptero Eurocopter pousasse no meio de duas fontes da praça. 
 
A ação épica de No Limite do Amanhã se desenrola em um futuro próximo, quando um grupo alienígena atinge a Terra com um implacável ataque, impossível de ser derrotado por qualquer unidade militar do mundo.
 
O major William Cage (Tom Cruise) é um oficial que nunca viveu um dia de combate quando é repentinamente destacado para uma missão suicida. Morto em alguns minutos, Cage agora se vê inexplicavelmente num túnel do tempo que o força a viver o mesmo combate brutal diversas vezes, lutando e morrendo de novo... e de novo.
 
Mas a cada passagem Cage melhora e se torna capaz de envolver os adversários com uma habilidade maior, ao lado da guerreira das Forças Especiais Rita Vrataski (Emily Blunt). E, conforme Cage e Rita assumem a luta contra os alienígenas, cada batalha repetida os coloca mais próximos de derrotar o inimigo.
No Limite do Amanhã é o primeiro filme a ser rodado no Warner Bros. Studios Leavesden.
 

Emily Blunt será a guerreira das Forças Especiais Rita Vrataski, que lutará ao lado do personagem de Tom Cruise, William Cage (Foto: Divulgação)
 
No Limite do Amanhã, do diretor Doug Liman, é uma apresentação da Warner Bros. Pictures em associação com a Village Roadshow Pictures, em associação com a RatPac-Dune Entertainment, uma produção da 3 Arts Production, em associação com a Viz Productions, LLC. Com estreia prevista para 29 de maio de 2014, o filme será exibido em 2D e 3D nos cinemas selecionados e em IMAX e distribuído pela Warner Bros. Pictures, uma empresa Warner Bros. Entertainment, e em territórios selecionados pela Village Roadshow.
 
 
Passo a passo para a histórica filmagem na Trafalgar Square
1.    A equipe responsável pela escolha das locações do filme conversou primeiro com o gabinete do prefeito. Em seguida, o pedido foi colocado nas mãos da Greater London Authority (GLA);
 
2. Uma vez que a GLA e o gabinete do prefeito estavam de acordo, uma reunião foi marcada com o Conselho de Westminster;
 
3. O Conselho de Westminster aprovou a iniciativa;
 
4. Transport For London (TFL) também concordou;
 
5.    O Conselho de Westminster, o TFL, e o Departamento de Polícia de Charing Cross trabalharam com uma empresa de gestão de tráfego para chegar a um plano com os pedestres e motoristas que serviria melhor a toda a comunidade, incluindo a coordenação dos movimentos dos ônibus no dia da filmagem;
 
6. O Departamento de Polícia de Charing Cross esteve em contato com o departamento que gerencia as estradas;
 
7. Com o Conselho de Westminster, a TFL, e o Departamento de Polícia de acordo, o próximo passo foi a participação da Polícia Montada. A Horse Guard’s Major e o Metrô de Londres também foram essenciais para a implantação do plano;
 
8. A coordenação também envolveu as autoridades da aviação e da Royal Air Force;
 
9.    Também houve permissão da National Gallery, que está na Trafalgar Square; 
 
10.  Depois que todas as aprovações foram obtidas, a equipe de bastidores do filme entregou em mãos oito mil cartas a todas as empresas e residências localizadas a até 700 metros da Trafalgar Square, para conscientizá-los nos planos de gravação e saber se eles teriam alguma dúvida ou preocupação;
 
11.  A produção observou quartos no Trafalgar Hotel e no Northumberland Hotel, que estão em frente à praça para possíveis posições de câmera; 
 
12.  Tanto a embaixada do Canadá quanto a da África do Sul concordaram em deixar os cineastas subirem ao último piso dos prédios para filmarem, caso necessário. 

 

 
Curiosidades
  • Um helicóptero nunca havia pousado na Trafalgar Square, nem mesmo durante a guerra.
  • O Eurocopter da Puma usado na sequência foi um helicóptero de trabalho da Royal Air Force pilotado e tripulado por soldados
  • A sequência foi ensaiada uma vez nos estúdios Leavesden com o RAF Puma Eurocopter e uma vez sem o helicóptero um dia antes das filmagens. 
  • Os helicópteros não podem voar durante a troca de guarda no Palácio de Buckinghman, porque podem assustar os cavalos.  
  • A associação dos moradores e a do Royal Park tiveram que aprovar o estacionamento de todos os veículos da produção na área próxima ao parque.  
  • Dez veículos militares e cinquenta fundos extras foram colocados ao redor da praça para simular uma guerra.
  • A National Gallery recolheu suas bandeiras com marcas durante as gravações.
     
  • As fontes da Square foram desligadas durante as filmagens. 
  • Em preparação para as grandes tomadas aéreas, a equipe de filmagem se escondeu dentro dos hotéis e no restaurante Albannach para não serem flagrados pelas câmeras.
     
  • Fundos extras foram localizados dentro do hotel Sofitel.
  • Devido ao risco da aterrisagem de um helicóptero em um espaço pequeno, aproximadamente oito quarteirões tiverem que ser esvaziados. 
  • Durante as três horas de filmagem na Trafalgar, 47 ônibus continuaram circulando, mas foram desviados da praça – incluindo os ônibus da cidade, bem como os de turismo e o conhecido Duck Tour de Londres.
  • Sessenta militares, com 11 policiais, estavam a postos para bloquear o caminho dos pedestres e as estradas durante as filmagens, com acesso permitido apenas para veículos de emergência, caso necessário. 
  • Um casamento estava acontecendo na mesma tarde, e a produção ofereceu acesso para a noiva pela área bloqueada, caso fosse necessário. 
     
  • A produção fez uma doação para a igreja de St. Martin’s in the Field para pedir que os sinos não tocassem durante as filmagens
     
  • O RAF Puma Eurocopter usado para filmar estava localizado no outro lado do Tâmisa, na Oval Cricket Ground. Este é o lugar que Tom Cruise (Bill Cage), embarcou para o voo para a Trafalgar Square.
  • Onze câmeras foram colocadas no chão e nos telhados para capturar simultaneamente o pouso do helicóptero na Trafalgar Square.       
  • O helicóptero não tinha permissão para ser desligado enquanto estivesse no chão, por medo de que um problema técnico pudesse impedi-lo de voltar a decolar.
     
  • O helicóptero principal foi seguido por outro Eurocopter, que tinha uma câmera montada sobre ele para filmar as áreas no coração de Londres. Para muitos dos takes, o diretor Doug Liman filmou dentro do helicóptero com sua câmera. 
  • Depois que as filmagens na Trafalgar Square estavam finalizadas, a produção começou a filmar imagens aéreas do Eurocopter sobre o Tâmisa. 
  • Às 11h, depois de doze takes do helicóptero pousando, as filmagens foram finalizadas, e as ruas vazias foram novamente abertas para os pedestres e para os veículos.