Christoph Waltz deve interpretar vilão em Piratas do Caribe 5

Vencedor de dois prêmios Oscar pelas atuações em Bastardos Inglórios e Django Livre

Comentar
Compartilhar
28 NOV 201314h21

Vencedor de dois prêmios Oscar, o ator australiano Christoph Waltz deve ser o próximo algoz de Jack Sparrow, na nova aventura Piratas do Caribe 5. O longa chamado Piratas do Caribe: Dead Men Tell no Tales (em tradução literal para o português - Piratas do Caribe-Homens Mortos não Contam Contos) ainda não tem lançamento previsto.

Inicialmente, Piratas do Caribe 5 tinha estreia prevista para 15 de julho de 2015, mas o lançamento foi adiado e a Walt Disney ainda não divulgou a nova data.

Entretanto, especialistas especulam que o longa deve chegar às telonas nos Estados Unidos, no verão de 2016.

Christoph Waltz como o Coronel Hans Landa, em Bastardos Inglórios, de 2009 (Foto Divulgação)

As estreias de grandes produções previstas para o ano que vem pode ter provocado o adiamento do lançamento de Piratas do Caribe 5. Finding Dory, Jurassic World, Batman vs. Superman, Homem-Formiga e Star Wars: Episódio VII chegam aos cinemas em 2015.

Apenas Johnny Depp está confirmado no elenco como Jack Sparrow na nova produção dirigida por Joachim Rønning, Espen Sandberg.
Waltz, segundo foi divulgado pelo The Daily Mail, deverá interpretar o vilão Capitão Brand. 

Apenas Johnny Depp está confirmado no elenco de Pirata do Caribe 5 como Jack Sparrow. Depp em cena de Piratas do Caribe 4 (Foto: Divulgação)

A trama ainda é uma incógnita, a mídias especializadas em cinema divulgam que o capitão Jack Sparrow busca um novo tesouro enquanto foge de Brand. O vilão persegue Sparrow por acreditar que ele foi respnsável por tornar seu irmão um pirata.

O quarto filme da série, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas, foi lançado em 2011.

Sobre Christoph Waltz

Christoph Waltz tem 56 anos e nasceu em Viena, na Áustria. Vindo de uma família de artistas, a ator fez estudos de artes dramáticas e trabalhou em diversos filmes pouco expressivos, como a biografia de Ian Fleming, Goldeneye (1989) e em pequenas séries austríacas, como Comissário Rex (2004).

Sobre esta época, o próprio ator admite: "Fiz poucos filmes dos quais eu não tenha vergonha".

Christoph Waltz como o caçador de recompensas alemão Dr. King Schultz, em Django Livre, de 2013 (Foto Divulgação)

O sucesso internacional veio com o papel de Coronel Hans Landa, em Bastardos Inglórios (2009), de Quentin Tarantino. Sua composição cínica e divertida do personagem lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e o Globo de Ouro.

Desde então, as portas de Holywood se abriram definitivamente para este brilhante ator. Ele foi vilão no filme Besouro Verde (2011) e Água para Elefantes (2011), e foi convidado por Roman Polanski para atuar na versão da peça de teatro Deus da Carnificina (2011), na qual compõe mais uma vez um personagem cínico e feroz.

O ator repete a parceria com Tarantino em 2012, fazendo um dos papéis principais do faroeste Django Livre. Com este trabalho, Waltz faturou sua segunda estatueta como Melhor Ator Coadjuvante.