Cachorros vivem quantos anos?

De forma geral, acredita-se que um cachorro seja como todos os seres vivos, isto é, tenha um determinado período de vida

Comentar
Compartilhar
05 JUN 2016Por Da Reportagem14h00
Foto: Divulgação

Mesmo que existam diversas, esse período deve ser específico, dependendo do porte, alimentação e saúde geral.

Além dessa limitação, nossos animais podem herdar doenças típicas de sua espécie, o que pode causar um impacto na longevidade.

Essas doenças podem ser, entre outras, diabetes, problemas cardíacos e renais, artrites, artroses, etc.

Filhotes bem tratados, cuidados e, de forma geral, com uma existência bem regulada, levam vantagens sobre cães que recebem alimentação errada, sofrem maus-tratos ou passam por alguma dificuldade.

Quantos anos vive um cachorro?

Normalmente você poderá calcular a duração de vida de seus animais através do porte.

Isso não significa que o cachorrinho dure exatamente o tempo calculado; por outro lado, dificilmente ele terá uma expectativa muito maior ou muito menor do que isso.

Cães de pequeno porte (até 10 kg) - entre 9 e 13 anos;

Cães de médio porte (de 11 kg a 25 kg) - entre 9 a 11,5 anos;

Cães de porte grande (26 kg a 45 kg) - entre 8 a 10,5 anos;

Cães de porte gigante (acima de 45 kg) - entre 7,5 a 10 anos.

O que devemos ter em mente é que um cachorro bem cuidado, com todas as vacinas em dia, desverminado e com a alimentação adequada, muitas vezes pode nos surpreender no quesito longevidade. 

Praticamente todo mundo conhece ou já ouviu falar de alguém que teve um cachorrinho que durou quase 20 anos, ou algo parecido.

Realmente, com os devidos cuidados, um cachorro pode alcançar uma idade superior àquela informada acima.

No entanto, um mito muito comum é o de multiplicar por 7 a idade do cão para chegar ao resultado da idade humana.

Como vimos, a longevidade canina está relacionada a outros fatores, como a raça, o porte, a alimentação e os cuidados básicos.

Alimentação adequada

Já falamos anteriormente que a alimentação adequada é um item importante na saúde geral do seu cãozinho.

Não basta apenas alimentá-lo com ração. Esta deve ser a ideal para seu porte, raça e idade. Além disso, deve ser de boa marca, estar dentro do prazo de validade e, de preferência, do tipo Premium.

Uma boa ideia é evitar a compra de ração à granel, pois dificilmente pode ser verificada a data de validade do produto. 

A alimentação humana deve ser evitada, assim como guloseimas como chocolate, frituras e produtos à base de farinha de trigo. Algumas frutas igualmente não devem ser oferecidas ao cão.

O mais importante para seu cachorro

Exercite a amizade com seu cão, diariamente. Cachorros são criaturas extremamente sociais, e se sentem muito ligadas ao dono.

A distância e a solidão podem fazê-los entristecer de forma tão grave que sua saúde fica diretamente comprometida. Isso impacta de forma profunda sua expectativa de vida.

Cachorros, como pessoas, precisam de motivos para viver. Dê esses motivos, cuidando do seu amigo e fazendo-o sentir-se acolhido em uma matilha.

Certamente isso será definitivo na sua longevidade.

Lembre-se: além das visitas anuais ao veterinário, perca alguns minutos por mês verificando o estado geral da dentição do seu cão. Procure por lesões na gengiva, tártaro e veja se houve a perda de algum dente.