Bazar de Natal é lançado no Fundo Social de Guarujá

A iniciativa teve início na quarta-feira (4)

Comentar
Compartilhar
05 DEZ 201316h16

Guirlandas, almofadas, sinos, velas, carteiras, roupas e uma série de outros objetos alusivos à data, ou não, podem ser encontrados no Bazar de Natal do Fundo Social de Solidariedade de Guarujá até esta sexta-feira (6). A iniciativa teve início na quarta-feira (4) e visa angariar recursos para as oficinas realizadas pelo órgão ao longo do ano, com produtos diversos, com preços variando de R$ 5 a R$ 150. Ao todo, mais de 270 peças estão expostas na sede do Fundo Social (Rua Cavalheiro Nami Jafet, 549 – Centro), das 9 às 17 horas.

Durante a abertura do Bazar de Natal, a comunidade chegou a fazer fila para entrar. As peças foram produzidas a partir dos cursos de corte e costura industrial, crochê, patchwork, bordado em linha, customização, cartonagem e country. Para a presidente do Fundo Social, Elizabete Maria Gracia da Fonseca, o momento é uma oportunidade para a população fazer compras natalinas e praticar a solidariedade. “Todas as peças foram feitas nas nossas oficinas de capacitação. Trabalhamos com a solidariedade e contamos com a sensibilidade da população para colaborar com o desenvolvimento dos trabalhos do Fundo Social”, falou a presidente.

A opinião é partilhada pela diretora dos trabalhos do Fundo Social, Adriana Rocha. Ela aponta que os produtos estão sendo confeccionados por professores e alunos desde agosto. “Temos produtos e métodos variados, realizados nas nossas sete oficinas. Temos produtos para o Natal e peças variadas com outros temas. São mais de 270 peças, com preços variando de R$ 5 a R$ 150”, disse.

As aulas são coordenadas pela professora Esmeralda Cirilo avalia que o momento é muito gratificante por ser o resultado do trabalhado realizado ao longo de um semestre letivo, além de trabalhar com a reciclagem de produtos. “O aprendizado dos alunos é muito importante. Muitos chegam sem saber dar um pontinho e começam a produzir. Com o reaproveitamento das peças, eles passam a ver a moda de forma diferente e aprendem a poupar”, contou a professora.

Clientela – Ex-aluno do curso de violão (ministrado no Fundo), o aposentado da Aeronáutica, Paulo César Fonseca dos Santos, estava acompanhado da esposa Margarida Maria dos Santos. O casal foi ao bazar pela primeira vez e aprovou a iniciativa. “Os produtos estão muito bonitos e bem apresentados, com preços condizentes e acessíveis”, considerou o aposentado.