Ator Eli Wallach morre aos 98 anos

Ele atuou em Três Homens em Conflito e O Poderoso Chefão 3 entre outros filmes

Comentar
Compartilhar
25 JUN 201413h44

Hollywood perde um dos atores que mais produziu no cinema. O ator norte americano Eli Wallach  morreu ontem aos 98 anos de idade. O último trabalho dele foi no filme Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme, de 2010. Entre os filmes mais conhecidos em que Wallach atuou estão Três Homens em Conflito (1966), que protagonizou ao lado de Clint Eastwood, e O Poderoso Chefão 3 (1990), neste último ele morre envenenado comendo doces oferecidos pela irmã de Michael Corleone, Connie Corleone Rizzi (Talia Shire), durante apresentação de uma ópera. 

Eli Wallach encerrou a carreira de ator em 2010 após 62 anos e mais de 150 papéis (Foto: Divulgação)

Eli Wallach encerrou sua carreira de ator em 2010. Ele começou no teatro em 1948 e desde então foram mais de 150 papéis durante 62 anos dedicados à arte dramática. Só no cinema, Wallach atuou em mais de 80 filmes.

Wallach estreou no cinema em 1956 no filme Boneca de Carne, do diretor Elia Kazan. Ele atuou também em Sete Homens e um Destino (1960), A Conquista do Oeste (1962) e O Poderoso Chefão 3 (1990).

A fama viria dez anos após sua estreia no cinema, com o papel do bandido mexicano Tuco, de Três Homens em Conflito (1966), dirigido pelo italiano Sergio Leone. Wallach foi um dos protagonistas do western ao lado de Clint Eastwood. 

Ao longo de sua carreira, Eli Wallach trabalhou com nomes consagrados como Clint Eastwood, Clark Gable, Marilyn Monroe, Al Pacino, Gregory Peck e Kate Winslet , e diretores como John Ford, Francis Ford Coppola, Sergio Leone e John Huston.

Mas, apesar de ser um dos atores que mais atuou em Hollywood, Wallach nunca recebeu uma indicação ao Oscar. Por sua contribuição ao cinema, Wallach foi reconhecido apenas com o Oscar honorário da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em 2010.

Ao Times, a Academia disse que Wallach foi "um verdadeiro camaleão, que podia encarnar um espectro de personagens sem qualquer tipo de esforço, sem esquecer de deixar sua inimitável marca em cada um deles".
Wallach nasceu no Brooklyn, em Nova York, em 1915, e deixa esposa e três filhos. O ator era casado com a atriz Anne Jackson desde 1948.