X

O pronunciamento do vice-prefeito Pedro de Sá, que acumula as secretarias de Educação, Planejamento, Cultura de Cubatão, as vésperas do Natal, justificando a falta de ar-condicionado nas salas de aula das escolas municipais porque os equipamentos “não seriam necessários”, causou indignação nas redes sociais. “Estamos em Cubatão, com temperaturas em nossas residências entre 36°C à 40°C, bem como uma sensação térmica bem maior que esses números. Quando as crianças são submetidas a altas temperaturas poderão desenvolver crises respiratórias e bronquite. De fato não é necessário o ar-condicionado em sala?”, ironizou um internauta.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Procon de Santos fiscaliza descontos e faz autuações no Black Friday

Nove fiscais - seis do Procon-Santos e três da Regional do Procon-SP - passaram por unidades de lojas como Carrefour, Fast Shop, Extra, Magazine Luiza, Renner, Lojas Cem, entre outras

Santos

Encosta de morro santista recebe cortina de concreto para contenção

O Morro do Fontana, em Santos, está passando por obras de contenção, para sanar os problemas provocados pelo deslizamento de terra durante as fortes chuvas do ano passado

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software