X

Sobre a decisão do Ministério Público Federal (MPF) de Santos ao dar 20 dias de prazo, a contar do recebimento dos ofícios, para que a Prefeitura de Guarujá esclareça sobre as dificuldades de acesso às praias da área conhecida como Rabo do Dragão, cercadas por loteamentos de alto padrão, publicada ontem pelo Diário, o consultor de parceria público-privada (PPP) Orlando Augusto da Silva Filho comentou: “não há nada a ser explicado, as concessões sem licitação dadas aos condomínios não tem qualquer validade legal. Secretário Sidnei Aranha (Meio Ambiente) vai ter que entrar com um pedido na Justiça Federal de reintegração de posse das praias”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Bertioga

'Temos cerca de R$ 150 milhões para licitar em obras', afirma Caio Matheus

Prefeito se mostra mais otimista do que nunca n 31º aniversário de emancipação político-administrativa de Bertioga

SANTOS

Santos vence Unión La Calera no último minuto e encaminha vaga na Sul-Americana

Com a vitória, o Santos assume a liderança do grupo e encaminha a vaga nas oitavas de final da Sul-Americana

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software