TRE recebeu 3.292 pedidos de candidaturas em São Paulo

Número de postulantes com ligação à região chega perto de 40

Comentar
Compartilhar
16 JUL 201410h38

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) recebeu 3.292 pedidos de candidaturas para as eleições de outubro. A Baixada Santista conta com cerca de 40 postulantes, entre os que concorrem a deputado estadual, deputado federal e até vice-governador (o ex-prefeito vicentino Márcio França, do PSB, que está na chapa encabeçada pelo governador Geraldo Alckmin, do PSDB, candidato à reeleição).

O primeiro edital do TRE contendo 1.150 nomes de candidatos foi publicado na segunda-feira e, a partir de então, começou o prazo de cinco dias para apresentação de impugnações a esses pedidos.

As candidaturas podem ser impugnadas por candidatos, partidos políticos, coligações e o Ministério Público Eleitoral. Além disso, qualquer pessoa pode, no mesmo prazo, informar a inelegibilidade à Justiça Eleitoral.

É muito difícil especificar o número de candidatos que vão representar a região nas eleições de outubro. A primeira razão é porque o sistema de voto no Brasil não é distrital, ao contrário de outros países, onde há a representatividade nas casas legislativas por regiões.

Outra razão da dificuldade de quantificar os postulantes da Baixada é definir o que é um candidato da região. Um profissional que atua na Baixada, mas tem domicílio eleitoral na Capital, ele pode ser considerado daqui, ou de fora?

Eleitor da Baixada Santista tem opções a deputado estadual, deputado federal e até a vice-governador (Foto: Divulgação)

Ou o contrário. Como o santista, de nascimento, Bruno Covas (PSDB). Neto do ex-governador Mario Covas (PSDB), o deputado estadual tem ligação com a Baixada Santista, mas também na Capital.

Entre os postulantes deste ano, quatro já foram prefeitos. Em Santos: Beto Mansur (PRB), deputado federal que concorre à reeleição; João Paulo Tavares Papa (PSDB), que tenta vaga na Câmara Federal; e Telma de Souza (PT), deputada estadual que tenta a reeleição. Já em Praia Grande, o ex-tucano Roberto Francisco dos Santos (PT do B) tentará se eleger estadual.

Mais de 20 concorrem a deputado estadual

A Baixada Santista conta hoje com três estaduais, e dois vão concorrer à reeleição: Telma de Souza (PT) e Luciano Batista (PTB). Bruno Covas (PSDB) tentará uma vaga na Câmara Federal.

A lista dos demais candidatos inclui: Sadao Nakai (PSDB), Marcelo Del Bosco (PPS), José Teixeira Filho (PRP), Fábio Alexandre Nunes (PSB), Gilberto Benzi (Pros), Júnior Bozzella (PSDB), Caio França (PSB), Cássio Navarro (PMDB) e Eronaldo José de Oliveira, o Ferrugem (Solidariedade).

Também vão concorrer: Francisco Leite da Silva, o Bigode das Cotas (PMDB), Caleb Soares (PSC), Nelson Rodrigues (PSL), Débora Camilo (PSOL), Francisco dos Santos Sobrinho (PSOL), Álvaro Araújo (PSOL), Marco Botteon (PSD), Anderson Bernardes (PMDB), Roberto Francisco dos Santos (PT do B), Paulo Correa Júnior (PEN) e José Ernesto Lessa Maragni Júnior, o Zeca da Firenze (PV). O PSTU lançará Samuel Lopes e Luiz Xavier.

Lista a federal também é considerada extensa

Os três deputados federais da região vão tentar a reeleição: Protógenes Queiroz (PC do B), Beto Mansur (PRB) e Maria Lúcia Prandi (PT).

Vão concorrer a uma vaga na Câmara Federal Marcelo Squassoni (PRB), Vicente Cascione (PSB), João Paulo Tavares Papa (PSDB), Roberto Mohamed (PSB), José Manoel Ferreira Gonçalves (PEN), Hércules Góes (PV), Fernando Bispo (Pros), Alexandre Cunha (PT), Fabiano Batista dos Reis, o Fabiano da Farmácia (PHS), Eneida Koury (PSOL), Heitor Gonzalez (PTB),  Francisco Xavier (PTB) e Alex Matos (PSB).

Colunas

Contraponto