Guarda Portuária detém suspeitos de sabotagem em trens

Uma delas desceu de uma moto e foi flagrada desconectando uma mangueira de ar no engate dos vagões de uma composição que estava parada

Comentar
Compartilhar
01 JUL 201515h45

A Guarda Portuária, integrante da Unidade de Segurança do Porto de Santos mantida pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), deteve na madrugada desta quarta-feira, dia 1 de julho, dois homens suspeitos de sabotar composições ferroviárias da Portofer. Os detidos foram encaminhados ao 1º Distrito Policial de Santos.

A ação é resultado da determinação judicial para que sejam mantidas livres as vias férreas no Porto Organizado e a manutenção de 30% dos serviços durante a greve deflagrada pelo Sindicato representante dos empregados da Portofer Transporte Ferroviário, iniciada em 29 de junho.

O fato ocorreu por volta da meia-noite, quando duas pessoas foram avistadas em uma motocicleta. Uma delas desceu da moto e foi flagrada desconectando uma mangueira de ar no engate dos vagões de uma composição que estava parada. A equipe de patrulha da Guarda Portuária deteve então os suspeitos, sob acusação de incolumidade pública, com intuito de prejudicar as operações ferroviárias.

Ambos os detidos foram levados à Polícia Civil para elaboração do boletim de ocorrência.

Colunas

Contraponto