X

TENSÃO

Vídeo: 'Nós vamos morrer, mas ele não sobe a rampa' dizem bolsonaristas em Brasília

Grupos de apoiadores do ex-presidente Bolsonaro tentaram invadir casas de generais após discurso de Mourão

Joe Silva

Publicado em 01/01/2023 às 10:51

Atualizado em 01/01/2023 às 11:02

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Bolsonaristas protogonizam episódio de tensão com o Exército em Brasília / Reprodução/Metrópoles

Um grupo de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) tentou invadir neste sábado (31) as casas de generais do exército em Brasília após a transmissão do discurso do general Mourão. Em rede nacional, incluindo rádio e TV, o então presidente em exercício criticou “lideranças” que, por meio do “silêncio” e do “protagonismo inoportuno e deletério”, contribuíram para um “clima de caos”.

O discurso de Mourão foi interpretado pelos bolsonaristas como uma mensagem de "desistência" uma vez que citou a alternância de poder como "saudável". Além disso, segundo o portal Metrópoles, o tom das falas do número dois do governo de direita foi recebido como crítica a Bolsonaro.

Após a fala, acompanhada pelos manifestantes que estavam no quartel general do exército, alguns dos grupos se dirigiram à área militar onde ficam as casas dos generais da corporação, na intenção de invadir o local. A tropa de choque do exército precisou ser acionada e o episódio rendeu as cenas de tensão, com críticas dos golpistas às Forças Armadas. Assista abaixo:

Bolsonaristas radicais tentam invadir casas de generais do exército e são contidos por tropa de choque. Vídeo: Metrópoles

 

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram alguns manifestantes gritando frases como: "As Forças Armadas nos abandonaram". Um apoiador do ex-presidente que diz no vídeo ter medo de apanhar e "levar bala" de agentes.

No mesmo vídeo, outro homem diz "Nós vamos morrer, mas ele não sobre a rampa", em referência à posse de Luís Inácio Lula da Silva (PT) que acontece neste domingo às 14h30, também em Brasília. 

Bolsonaro vai aos EUA e se cala

O presidente Jair Bolsonaro (PL) desembarcou na noite desta sexta-feira (30) em Orlando, nos Estados Unidos e apresentou comportamento diferente do habitual com relação aos seus apoiadores. Não houve conversa para aqueles que o esperavam no local de desembarque na cidade da Flórida.

Em um vídeo do portal Terra Brasil Notícias, o líder de direita aparece caminhando pela mansão do lutador de MMA José Aldo Júnior. Mesmo diante de gritos de pedidos de atenção feitos por bolsonaristas, o atual mandatário do Executivo nacional preferiu o silêncio.

Em um determinado momento do vídeo, apoiadores pedem que o presidente fale com eles, mas têm o pedido ignorado pelo político. Assista:

Bolsonaro chega aos EUA e evita contato com apoiadores. Vídeo: Terra Brasil Notícias

 

Segundo informações da Revista Fórum, Bolsonaro teria orientado um de seus seguranças a informar seus apoiadores que estava cansado. Ele ficará hospedado no condomínio de luxo Encore Resort at Reunion em Kissimmee. O site informa ainda que, durante o trajeto de voo, o presidente teria solicitado que o avião evitasse o território da Venezuela.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter