Política

TJSP confirma condenação de Paulo Alexandre Barbosa por improbidade

Os direitos políticos do deputado federal e ex-prefeito de Santos também estão suspensos por 5 anos

Da Reportagem

Publicado em 02/06/2024 às 09:19

Comentar:

Compartilhe:

O deputado federal Paulo Alexandre Barbosa / Arquivo/Diário do Litoral

O deputado federal e ex-prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) teve a sua condenação confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) por improbidade administrativa. Além disso, Barbosa teve os seus direitos políticos suspensos por 5 anos. Ele ainda vai recorrer.

O motivo da condenação foi a prorrogação, sem concorrência pública, ao uso e exploração de publicidade em relógios e placas públicas de Santos no período em que o deputado foi prefeito de Santos. Nessa ampliação de prazo, nenhuma taxa foi paga à Prefeitura.

A 9a Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça confirmou a decisão inicial, do ano de 2018, para que Paulo Alexandre Barbosa tenha seus direitos políticos suspensos, fique proibido de manter contratos com o Poder Público ou de receber incentivos ou benefícios fiscais diretos ou indiretos  que pague multa equivalente ao valor que deveria ter sido pago ao município entre maio de 2013 e o cumprimento da liminar.

O desembargador José da Ponte Neto disse, em segunda instância, que a Prefeitura de Santos deveria ter realizado licitação após o prazo do termo de uso de 44 relógios e 610 painéis e grades para proteção de pedestres ter expirado, o que não ocorreu.

Através de nota, a assessoria de Paulo Alexandre Barbosa disse que a sentença "não implica inelegibilidade, pois nela não houve condenação por ato de improbidade administrativa que importou, cumulativamente, lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito (...) Portanto, o Deputado Paulo Alexandre Barbosa continua plenamente elegível".

Ainda segundo o documento, Barbosa "respeita a decisão colegiada, mas está firmemente convicto de que não praticou qualquer ato de improbidade administrativa. Por isso, recorrerá às instâncias competentes, na forma da lei".

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos terá museu de artes plásticas com entrada gratuita; veja

A expectativa é que obras de Nuno Ramos, Jarbas Lopes e Sergio Romagnolo cheguem a cidade

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter