Política

Tiroteio em Paraisópolis interrompe agenda de Tarcísio; candidato fala em atentado

Candidato ao Governo de São Paulo estava em Paraisópolis para inaugurar um polo universitário na favela

Folhapress

Publicado em 17/10/2022 às 12:15

Atualizado em 17/10/2022 às 12:35

Compartilhe:

Tarcísio de Freitas no Roda Viva, da TV Cultura / Reprodução/TV Cultura

A equipe de Tarcísio de Freitas (Republicanos) informou que o candidato ao Governo de São Paulo precisou ser retirado às pressas de Paraisópolis, na zona sul da Capital, onde cumpriria agenda de campanha nesta segunda, por causa de um tiroteio no local.

Há vídeos que mostram o barulho de tiros próximo ao evento.

Pelo Twitter, o candidato disse ter sido atacado por criminosos e que todos da equipe estão bem. Um criminoso teria sido baleado.

"Em primeiro lugar, estamos todos bem. Durante visita ao 1o Polo Universitário de Paraisópolis, fomos atacados por criminosos. Nossa equipe de segurança foi reforçada rapidamente com atuação brilhante da Polícia Militar. Um bandido foi baleado. Estamos apurando detalhes sobre a situação", escreveu Tarcísio.

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, também confirmou que todos da campanha estão bem e que exigiu a imediata investigação do caso.

"Acabei de falar com Tarcísio de Freitas e ele e sua equipe estão bem. A polícia militar agiu rápido e garantiu a segurança de todos. Determinei a imediata investigação do ocorrido", informou.
 

 

 

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Premiações da Mega-Sena saem para Mongaguá e Praia Grande; veja quanto e lotéricas

Sorteio foi realizado pela Caixa Econômica Federal na noite do último sábado (20)

Cotidiano

Com salários de até R$ 32 mil e vagas no Litoral, concursos públicos abrem inscrições

Os principais concursos públicos e processos seletivos abriram vagas de emprego que abrangem todos os níveis de escolaridade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter