X

'medida atabalhoada'

Tarcísio vai vetar projeto que reduz imposto sobre herança 

O projeto de lei aprovado na Alesp vai na contramão de diversas iniciativas em âmbito mundial

GUILHERME SETO - FOLHAPRESS

Publicado em 27/12/2022 às 11:21

Atualizado em 27/12/2022 às 11:23

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A taxa passaria de 4% para 1% nas heranças / DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE SP

O governador eleito Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP) decidiu vetar o projeto de lei aprovado na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) na quarta-feira (21) que reduziria o imposto sobre heranças e doações (ITCMD). A taxa passaria de 4% para 1% nas heranças, e para 0,5% nas doações. 

Cálculos da Secretaria da Fazenda e Planejamento do estado de São Paulo indicam que a medida tiraria do cofre público paulista uma arrecadação de R$ 4 bilhões ao ano. 

Em nota, a assessoria de comunicação de Tarcísio de Freitas diz que "a secretaria de Fazenda e Planejamento fará o parecer técnico sobre o projeto para que seja analisado pelo governador eleito". Segundo apurou a reportagem, já existe certeza da recomendação de veto, que então será acatado. 

O atual secretário da Fazenda, Felipe Salto, afirmou à reportagem após a aprovação do projeto pelos deputados que o projeto era um disparate e deveria ser vetado. 

"Não há espaço fiscal nem lógica econômica para uma medida atabalhoada como esta", disse. "No apagar das luzes do ano, é comum que se armem bombas fiscais. Mas para isso deve-se mostrar o óbvio: a medida é inconstitucional e o custo é impeditivo." 

O projeto de lei aprovado na Alesp vai na contramão de diversas iniciativas em âmbito mundial de aumentar a taxação sobre fortunas e heranças, mostrou a Folha de S.Paulo. De acordo com a Tax Foundation -organização não-governamental americana, voltada à educação sobre política e regulamentações tributárias-, a taxa sobre herança mais alta do mundo, de 55%, está no Japão, seguido pela Coreia do Sul (50%) e França (45%).

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

São Paulo empata com o Inter e se mantém no G6

Os gaúchos chegaram a três partidas seguidas sem sofrer gols, enquanto os paulistas cravaram quatro jogos ilesos

Cubatão

Concurso do quadro complementar do Exército segue com inscrições abertas

A ESFCEx tem como intuito formar oficiais em várias áreas de interesse do Exército Brasileiro

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter