ELEIÇÕES 2022

Tarcísio rebate Rodrigo Garcia após ser chamado de 'paulista fake'

'Seu preconceito só esconde a arrogância de quem nunca assume um erro', disse Tarcísio de Freitas ao atual governador de SP

Bruno Hoffmann

Publicado em 01/08/2022 às 21:01

Atualizado em 01/08/2022 às 23:28

Compartilhe:

Marcos Pontes, Bolsonaro e Tarcísio de Freitas / Ale Silva/Divulgação

O candidato Tarcísio de Freitas (Republicanos) rebateu neste domingo o candidato à reeleição Rodrigo Garcia  (PDSB) após ser chamado de "paulista fake" pelo atual governador de São Paulo.

"Paulista fake é quem não nasceu em SP? Seu preconceito só esconde a arrogância de quem nunca assume um erro", escreveu Tarcísio, que é o candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) no Estado, pelas redes sociais.

O ex-ministro da Infraestrutura se referia à mensagem de Garcia feita no mesmo dia, mais cedo, em que o atual governador reclamava de ter sido alvo de uma fake news da campanha do candidato do Republicanos.

"De um paulista fake a gente só pode esperar 'fake news' mesmo. Lamento o baixo nível dessa turma", escreveu Garcia, desmetindo que havia curtido pelo Twitter uma mensagem de apoio a Tarcísio.

A campanha tucana usa como estratégia contra Tarcísio de Freitas bater no fato do ex-ministro de Bolsonaro não ser paulista, mas carioca. Os dois costumam aparecer em empate técnico nas pesquisas eleitorais, atrás de Fernando Haddad (PT).

Em "sua defesa" sobre não ser paulista, Tarcísio já disse que políticos de outros estados já construíram a carreira no Estado. Ele citou a ex-prefeita Luiza Erundina (PSOL), da Paraíba, e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT), de Pernambuco, e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), do Rio de Janeiro.

Segundo ele, o paulista é um povo "acolhedor".

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Variedades

'Duna: A Profecia', prelúdio do aclamado longa, ganha novo teaser trailer

Produção é assinada pela Legendary Television

Santos

Cidade do litoral de SP recebe evento sobre Cannabis Medicinal; veja a programação

Discussão ao longo dos anos vem ganhando corpo e a importação foi autorizada no Brasil há mais de 8 anos pela Anvisa

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter