Política

Jantar de Lula com empresários tem conversa sobre reformas e aplausos

O candidato à presidência vem tentando construir pontes com o empresariado desde o início da campanha

Douglas Gavras e Joana Cunha, da Folhapress

Publicado em 27/09/2022 às 22:30

Atualizado em 27/09/2022 às 22:33

Comentar:

Compartilhe:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva / DIVULGAÇÃO

O candidato à Presidência pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, se reuniu na noite desta terça-feira (27) com empresários do Grupo Esfera Brasil, que reúne nomes de diferentes setores. O jantar com o líder nas pesquisas ocorre na casa do fundador do grupo, João Camargo, no Morumbi (zona sul de São Paulo).

A forte chuva em São Paulo fez o candidato chegar com mais de uma hora de atraso ao evento, que estava previsto para durar até as 20h30.

Lula vem tentando construir pontes com o empresariado desde o início da campanha. Em diversos eventos, o ex-presidente teve como interlocutor seu candidato a vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB).

O encontro, às vésperas do primeiro turno, marca uma das principais iniciativas de diálogo entre o candidato petista e o empresariado. Segundo a reportagem apurou, cerca de 70 empresários participaram do jantar, sendo 43 do grupo Esfera Brasil. Eram esperados 90, e o número de convidados é o maior entre os eventos promovidos pelo grupo.

Entre os presentes, o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Josué Gomes, o empresário Abilio Diniz, da Península, Benjamin Steinbruch, da CSN, e Flávio Rocha, da Riachuelo.

Também compareceram Michael Klein, das Casas Bahia, Marta Cachola, do BTG Pactual, Rubens Ometto, da Raízen, e Salo Seibel, da Léo Madeiras. O apresentador e empresário Roberto Justus e Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Conselho de Administração do Bradesco, também estavam presentes.

Lula pediu que os empresários falassem antes dele. No início do encontro, Diniz fez uma defesa da reforma tributária.
Uma das preocupações dos empresários é sentir a temperatura de um eventual novo governo Lula. Temas como uma possível revisão da reforma trabalhista também têm sido motivo de preocupação.

O ex-presidente foi aplaudido quando entrou e também ao fazer a sugestão de passar a palavra aos empresários.
O grupo já havia promovido encontros com outros candidatos, como o presidente Jair Bolsonaro (PL), mas o evento com o presidente tinha limitação de público.

Segundo o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, o jantar coroa um ambiente que já vem sendo criado, de diálogo e planejamento conjunto.

"Questões que foram levantadas anteriormente, como a reforma trabalhista, já estão claras. O presidente Lula tem uma preocupação com as mulheres e trabalhadores por aplicativos, ele quer fazer isso em um espaço de diálogo, ele quer liderar um novo ciclo de crescimento, com responsabilidade fiscal e reconhecimento internacional", disse Padilha a jornalistas.

No fim da tarde, antes da chegada do ex-presidente, um grupo de cerca de 25 militantes do PT se reuniu na entrada do condomínio, entoando palavras de apoio a Lula. Também foram ouvidos gritos de "Lula ladrão" de moradores de prédios vizinhos.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Itanhaém

Livro 'Encantamento' é lançado em Itanhaém

Diversos autores e o público em geral prestigiaram o lançamento do livro na Biblioteca Municipal, na noite de quinta-feira (11)

Certame

Com salário de R$ 13 mil, concurso da Justiça Eleitoral inscreve só até quinta

O processo seletivo preencherá 412 vagas para 21 cargos efetivos dos quadros da Justiça Eleitoral e também formará cadastro de reserva

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter