X

Política

Depois de vencer ditadura e inflação, Brasil merdalhou geral, diz Ciro Gomes

"Agora merdalhou geral. Não dá para dizer diferente", resumiu em um salão na Vila Missionária, bairro no extremo sul da capital paulista onde Tabata nasceu e cresceu.

Folhapress

Publicado em 12/08/2018 às 20:35

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O candidato a presidente Ciro Gomes (PDT). / Divulgação

Na periferia de São Paulo o candidato a presidente Ciro Gomes (PDT) fez um diagnóstico dramático da vida no Brasil e mencionou vitórias contra a ditadura e a inflação como incentivos para a renovação política.

"Nós ganhamos todas, isso é importante para quem está desanimando, para quem está revoltado", discursou ao lançar a candidatura a deputada federal pelo PDT de Tabata Amaral, 24.

"Agora merdalhou geral. Não dá para dizer diferente", resumiu em um salão na Vila Missionária, bairro no extremo sul da capital paulista onde Tabata nasceu e cresceu.

Chamada de tesouro pelo pedetista, a candidata tem uma longa história de superação. A despeito das adversidades da vida pobre e sem suporte na periferia, ela persistiu nos estudos e fez faculdade em Harvard, uma das mais prestigiadas universidades do mundo. 

Sua principal bandeira é melhorar o ensino público. "Vamos sobralizar a educação", disse em referência a Sobral (CE), reduto eleitoral de Ciro e cidade-modelo na área.

Segundo Tabata, a última vez que um presidenciável esteve na Vila Missionária foi Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em 1989.

"Estou realizado na política, mas me sentiria um covarde se eu, vendo o que está acontecendo na economia e na política brasileira, não tendo rabo de palha, sabendo que as coisas podem ser diferentes, se eu me omitisse nessa hora", disse Ciro.

"E aí acabei virando presidente, candidato a presidente da República", corrigiu-se. "Para presidente ainda faltam uns 60 milhões de votos, mas isso é um detalhe", brincou para diversão da plateia.

Dizendo-se emocionado ao lançá-la candidata, Ciro lamentou a situação dramática do país.

"Hoje, quando nos preparávamos para esse evento emocionante, 13,7 milhões de brasileiros amanheceram com a humilhação do desemprego, 32,2 milhões brasileiros vivendo de bico, correndo do rapa nas ruas e praças do Brasil ainda tentando não viver do crime nem da tentação do narcotráfico", discursou.

"O que está falhando miseravelmente é a política, companheirada. Eu não precisava dizer isso para vocês, mas aqui é uma espécie de treinamento para a militância da Tabata", afirmou. Ele pediu que os simpatizantes se empenhassem em conquistar votos para a candidata e outros aliados para renovar o Congresso.

Tulio Gadelha (PDT-PE), namorado da apresentadora Fátima Bernardes e candidato a deputado por Pernambuco, também estava no ato.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Santos anuncia contratação do meia-atacante Patrick

Ele assinou contrato definitivo válido até 31 de dezembro de 2026.

Guarujá

Hora de aprender! Guarujá abre vagas para curso de maquiagem

Vagas estão sendo administradas pelo Fundo Social da cidade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter