X

Emprego

Viações paulistas preveem contratar cerca de 1.500 novos colaboradores

Temporada de férias impulsiona contratações nas viações do Estado de São Paulo

Luana Fernandes

Publicado em 04/01/2023 às 13:25

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Companhias estimam transportar mais de 12 milhões de pessoas neste verão 2022/2023 / Divulgação

Para atender à crescente demanda nas viagens de final da temporada de verão, as viações paulistas associadas ao SETPESP -- Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo -- aceleraram as contratações e estimam absorver cerca de 1.500 novos profissionais neste período, nas variadas regiões do estado. O quadro de motoristas deve crescer em 10%, enquanto outras posições, como agentes de atendimento ao público e profissionais técnicos, especializados na vistoria e manutenção de veículos, devem totalizar um aumento de 5% nas contratações.

Com a alta dos preços das passagens aéreas, somada à flexibilização das restrições sanitárias por conta da covid-19 e ao início das férias de verão, as companhias associadas aos SETPESP estimam transportar mais de 12 milhões de pessoas neste verão 2022/2023. Segundo Gentil Zanovello, presidente da entidade, a previsão é superar os números observados em 2019, período que antecede o início da pandemia no Brasil. "Isso representa um volume de viagens 40% maior, se comparado aos números apurados ao longo de 2022 e 8% acima do que o registrado no mesmo período de 2019", explica.

Atualmente, as associadas do SETPESP já são responsáveis pela geração de mais de 21 mil empregos diretos nas diversas regiões do estado -- número que supera a população de muitos de municípios brasileiros. "Vale ressaltar que 100% dos empregos gerados pelas viações ligadas à entidade são formais, regulamentados e em acordo com as leis trabalhistas vigentes. Essa é a grande vantagem de utilizar empresas que trabalham regularmente: além de seguirem todas as normas de segurança e manutenção previstas pela legislação que rege o setor, os motoristas dos ônibus de nossas companhias também são profissionais preparados, contratados de acordo com as exigências do setor e sob as leis trabalhistas, o que significa maior proteção para usuários e trabalhadores", completa Gentil Zanovello.

"É importante que os passageiros saibam que, quando viajam com empresas legalizadas, a partida ao destino desejado não atrasa, tampouco é cancelada em cima da hora --independentemente do número de passageiros embarcados." O presidente alerta que o mesmo não acontece com as viagens contratadas via aplicativos irregulares -- que lideram as reclamações entre os consumidores, especialmente pelo elevado volume de cancelamentos e atrasos. "A alteração da rota, praticada por empresas clandestinas ou irregulares que tentam driblar as fiscalizações do trajeto é outro problema recorrente entre os passageiros que se arriscam ao embarcar nessas companhias não regulamentadas.

Busão Legal

Para conscientizar a população sobre a importância de se viajar com viações regulares, que operam na legalidade, recentemente o SETPESP lançou a campanha Busão Legal. Promovida pelas empresas associadas, a iniciativa visa esclarecer aos usuários que o transporte de passageiros é um serviço público e incentiva o uso de transportes com viações que operam dentro das regras impostas pela legislação atual -- o que garante mais segurança aos usuários, qualidade dos veículos utilizados e a modernidade empregada na prestação do serviço.

Sobre a iniciativa Busão Legal

Com quase 3 mil ônibus de última geração em operação no Estado de São Paulo, as empresas do Busão Legal cumprem todas as normas de transporte rodoviário válidas em território nacional, garantindo viagens seguras e de qualidade. No total, são 1.092 linhas operadas e 1.448 destinos, somando mais de 360 milhões de quilômetros percorridos ao ano.

Juntas, as empresas do Busão Legal geram mais de 21 mil empregos diretos no Estado de São Paulo. Vale ressaltar que, do total de pessoas que viajam pelas viações do Busão Legal, 6% representam gratuidades para idosos e policiais militares, além de descontos para estudantes -- apenas as companhias de transporte regular, que operam na legalidade, cumprem esse requisito da legislação e seu papel de responsabilidade social.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter