X

Brasil

Tarcísio diz que vacina contra a dengue será entregue a SP em 2025

Tarcísio de Freitas também anunciou a criação de um comitê intersecretarial de combate ao mosquito Aedes aegypti

Patrícia Pasquini/Folhapress

Publicado em 31/01/2024 às 15:39

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O Brasil está adquirindo uma vacina do Japão, mas a quantidade ainda é insuficiente / Rogério Vidmantas/Prefeitura de Dourados

De acordo com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos) a vacina contra a dengue do Instituto Butantan deverá ser disponibilizada ao país em 2025. A afirmação foi feita durante entrevista à rádio CBN na manhã desta quarta-feira (31).

"Temos uma linha de trabalho com o Butantan. O Brasil está adquirindo uma vacina do Japão, mas a quantidade ainda é insuficiente. Estamos desenvolvendo a nossa vacina. Será muito avançada, a melhor vacina de dengue no mundo, e será aplicada em uma dose", disse o governador.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp Telegram.
Mantenha-se bem informado.

"A previsão é que fique pronta em setembro e estamos tentando antecipar esse cronograma. Vamos apresentar para a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária], de maneira que no ano que vem possamos fabricar e fornecer para o Brasil inteiro. A ideia —e depende das tratativas com a Anvisa— é que ela esteja disponível em 2025."

O Instituto Butantan confirmou as informações à Folha de S.Paulo.

Tarcísio de Freitas também anunciou a criação de um comitê intersecretarial de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.

O comitê, que terá a participação da defesa civil, pretende envolver as prefeituras para mobilizar uma quantidade maior de agentes no combate ao vetor. A ideia é atuar no monitoramento e identificação de pontos de risco, de acúmulo de água, que podem ser locais de proliferação do mosquito.

"Temos o problema imediato, então estamos criando esse comitê operacional de emergência, que vai reunir agentes de várias secretarias e mais a defesa civil para que a gente possa articular com os municípios, ampliar a capilaridade, a quantidade de braços para neste momento fazer o combate ao vetor", finalizou o governador.

O estado de São Paulo soma ao menos sete mortes por dengue desde o início de 2024. Além dos quatro óbitos reportados pelo CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica), as cidades de Bebedouro, Jacareí e Dois Córregos registraram nos últimos dias a morte de três moradores infectados pelo vírus.

Até o momento, houve dois casos fatais em Bebedouro, dois em Pindamonhangaba, um em Dois Córregos e dois em Jacareí, que decretou estado de emergência na segunda-feira (29).

Na última atualização do CVE, até o dia 20 de janeiro, o estado havia registrado 10.728 casos de dengue e quatro óbitos. No ano passado, no mesmo período, foram oito mortes.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

'Encontro das Cidades ODS' contará com reflexão e ação pela Agenda 2030

Evento acontece em junho, no Centro Histórico de Santos

Cotidiano

Sindicato decide adiar greve do Metrô de SP e linhas funcionam normalmente

Segundo eles, parte das reivindicações da categoria foram atendidas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter