X

GOSTO NÃO SE DISCUTE

Sexo 'perfumado'? Pesquisa aponta que tesão por chulé é mais comum do que se pensa

Levantamento do Sexlog, realizada com mais de 14 mil brasileiros, revela a atração sexual por pés e seu cheirinho

Da Reportagem

Publicado em 09/02/2023 às 20:20

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Pelo menos 100 mil brasileiros gostam de pés e seus cheiros diversos / Divulgação / Sexlog

A internet se chocou ao descobrir o fetiche de uma participante do BBB. Na ocasião, a jogadora de vôlei, Key Alves, literalmente enfiou o nariz dentro do tênis do também participante Gustavo Benedetti, e declarou: “amo esse cheirinho” (chulé).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

No Sexlog, a maior rede social de sexo da América Latina, com mais de 18 milhões de brasileiros inscritos, quase 10% da comunidade se declaram interessados nesse fetiche. Ou seja, pelo menos 100 mil brasileiros gostam de pés e seus cheiros diversos. E, nesta diversidade, podemos incluir até mesmo odores causados por diferentes causas, como sapato de couro, plástico, tênis, meias… 

Lucas*, 23, é inscrito no Sexlog e conta que um dos seus fetiches são justamente pés, seus detalhes e cheiros. “Esse não é meu único fetiche, mas é um dos principais, sempre tive atração por coisas diferentes e o chulé é uma delas”, conta. Ele diz que descobriu esse prazer quando conheceu outra pessoa com o mesmo interesse e reforça que nunca teve problemas ao contar para as parceiras sobre o assunto. 

Pedro*, 31, também faz parte da parcela de podólatras do Sexlog e deixa bem claro seu fetiche por pés. “Eu descobri muito cedo que me interessava por isso, ainda pré adolescente eu observava pezinhos e achava o máximo. Hoje, falo abertamente sobre isso com minhas parceiras e nunca tive nenhum problema, pelo contrário, quem não gosta de uma chupadinha no pé?”, confessa.

A CMO da plataforma, Mayumi Sato, conta que a busca por conteúdo que envolva pés gira na casa de milhares de buscas mensais. “A podolatria é um fetiche muito comum, não importa onde você esteja, se houver uma mulher com os pés à mostra, um podólatra vai aparecer”, comenta. Porém, a pesquisa também descobriu que não são apenas os homens que têm interesse nessa parte do corpo humano. Entre os que se declaram podólatras, cerca de 13% são mulheres que não dispensam um pezinho. 

Outra curiosidade é que entre os fetichistas, há também diferenças diretamente ligadas ao local em que se vive: lugares quentes costumam reunir amantes dos pezinhos com chinelos e rasteiras, enquanto em lugares mais frios a preferência gira em torno de meias e botas. “Fato é que a sexualidade humana é complexa, não existe fórmula pronta, envolve aspectos biológicos, psicológicos e culturais. Por isso, especialistas em sexualidade explicam que se o comportamento não provoca sofrimento da pessoa ou de terceiros, é realizado com consentimento e não seja a única maneira de excitação do indivíduo, não necessita de tratamento”, diz.

A Community Manager do Buupe, Maíra Fischer, conta que a podolatria também é um dos fetiches procurados na plataforma de venda de conteúdo. “Os ensaios fotográficos dos pezinhos estão cada vez mais caprichados. Mas, o que chama atenção é como muitas pessoas têm gerado renda com a venda dessas fotos. No fim, é uma negociação em que todo mundo sai ganhando”, diz.

*nomes fictícios para preservação da imagem dos personagens

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Cotidiano

Biquíni com casaco? Litoral de SP terá sol nos próximos dias, mas sem calor

Apesar da presença constante do sol, as máximas não passam dos 23 graus

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter