Consultora de vinhos

Rosane Sacchetto é destaque como gestora de mercado de vinícolas de Portugal em todo Brasil

Somando às marcas que representa, Rosane é responsável por 2.500 milhões de euros em exportação

Da Reportagem

Publicado em 06/10/2022 às 13:37

Atualizado em 06/10/2022 às 13:40

Comentar:

Compartilhe:

Rosane é a responsável no mercado brasileiro por marcas mundialmente consagradas na enologia / Divulgação

A empresária, gestora e consultora na área de vinhos e espumantes, Rosane Sacchetto, tem em seu portfólio a gestão no mercado brasileiro de uma das maiores vinícolas de Portugal, a Adega de Cantanhede, a qual em 2021 alcançou o posto de 9º maior a exportar seus vinhos, frisantes e espumantes para o Brasil. Com 71,2% da fatia da região da Bairrada, hoje a Adega, no Brasil, conta com mais de 40 empresas parceiras entre distribuidores e importadores.

Advogada de formação e enófila por paixão (com curso WSET - Wine& Spirit Education Trust) ela é a responsável no mercado brasileiro por marcas mundialmente consagradas na enologia, como a vinícola Henriques & Henriques da Ilha da Madeira, a Adega de Redondo (Alentejo), Adega de São Mamede da Ventosa (Lisboa) e a gigante Adega de Cantanhede (Bairrada), que desde 2017, período em que Rosane Sacchetto iniciou seu trabalho, fez com que a adega se posicionasse como a maior vinícola da região a exportar para o Brasil.

É da empresária também a gestão do projeto Raríssimo, linha de vinhos super premium do enólogo premiado Osvaldo Amado, importados no Brasil pela Mosto Flor.  

Representando quase 100 marcas de vinhos no Brasil, desde Best-sellers, como os vinhos e espumantes Marquês de Marialva, Conde de Cantanhede, Praças dos Marqueses, Villa Rosa, Colinas de Ançã, Porta da Ravessa, Real Lavrador e Terras Lusas, a consultoria de Rosane vai além da exportação direta dos vinhos ao oferecer também todo um estudo de mercado e suporte para que as empresas e marcas (vinícolas e cooperativas) se posicionem no mercado do Brasil e assim, comecem a comercializar seus vinhos no País. Suporte esse que envolve pesquisas, mapeamento de regiões potenciais para inserção e crescimento das marcas, interface com importadores e distribuidores, acordos comerciais, treinamentos, marketing, campanhas promocionais, dentre outros. 

Somando às marcas que representa, Rosane é responsável por 2.500 milhões de euros em exportação. Um exemplo é a gigante Adega de Cantanhede, cooperativa com cerca de 650 associados (pequenos produtores da região da Bairrada), que em 2021 teve 70% da fatia do mercado em exportação no Brasil, sendo que o segundo colocado tem apenas 5,5% da região. 

Atualmente a consultoria conta com quase 40 parceiros (importadores e distribuidores) e mais algumas centenas de parceiros indiretos. “Estamos em todos os estados do Brasil, atendendo a pequenas e grandes redes de compras que unem vários supermercados e também através do e-commerce, como a wine.com e vendas on-line nos sites de vários parceiros”, explica Rosane.

Informada sobre os principais eventos do setor, Rosane insere as marcas em projetos que sabe que darão resultado no posicionamento das marcas, além de ter como estratégia estar sempre em contato direto com o cliente: seja no B2B ou B2C. “Vinho requer atenção e o consumidor de vinho busca por provar a bebida, obter conhecimento e por trocar experiências. E não somente o consumidor final, mas também um novo distribuidor ou lojista, pois para que ele seja capaz de vender um vinho, ele precisa conhecer toda história e processo da produção e isso serve para qualquer vinho, seja o de valor mais acessível, como os Praças dos Marqueses ou até um Raríssimo DOC Dão tinto 2001 de 2.100,00”, diz.

Com presença confirmada já em dois grandes eventos do setor que acontecem nesse mês de setembro (Wine South America e ProWine Brasil), Rosane credita o sucesso de sua consultoria a uma série de fatores “Mas, o que mais solidifica o sucesso são as parcerias baseadas na prestação de serviços de excelência e produtos de qualidade. Não temos clientes, mas sim parceiros que acreditam em nosso trabalho e têm a certeza de que não serão decepcionados”, declara Rosane, e acrescenta “Os demais fatores, pesquisa de mercado ou mesmo entender os diversos tipos de consumo distintos que temos Brasil afora, também são importantes e necessários”.

De novidades, Rosane adianta que em 2023 será certamente gratificante porque lançará um projeto que nasceu de uma história de amor. Sem muito detalhes, ela garante que será um sucesso.

*publicado primeiro em: https://www.gazetasp.com.br/brasil/rosane-sacchetto-e-destaque-como-gestora-de-mercado-de-vinicolas-de/1115806/

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

PAT do Litoral de SP oferta mais de 150 vagas de emprego neste sábado; veja os cargos

É necessário levar a Carteira de Trabalho física ou digital, documento oficial com foto e PIS

Bertioga

Cidade do Litoral de SP tem programação esportiva de inverno; veja agenda

Município recebe diversas modalidades

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter