Brasil

Produção industrial avança 1,1% em março, aponta IBGE

O desempenho da indústria em 2017 ainda não consolidou uma tendência, quando comparado aos dados do ano anterior

Folhapress

Publicado em 03/05/2017 às 15:01

Comentar:

Compartilhe:

A produção da indústria brasileira voltou a ter alta, de 1,1%, em março / Agência Brasil

A produção da indústria brasileira voltou a ter alta, de 1,1%, em março, na comparação com o mesmo período do ano passado, divulgou nesta quarta-feira (3) o IBGE. O desempenho da indústria em 2017 ainda não consolidou uma tendência, quando comparado aos dados do ano anterior. Foi a segunda alta apurada neste ano.

Em fevereiro, havia caído 0,8%. Em janeiro, uma alta de 1,4% na produção havia encerrado período de 34 meses de quedas consecutivas. As expectativas em pesquisa da Reuters com economistas eram de queda de 1% na variação mensal e de alta de 2,1% na base anual.

Em março, 16 dos 26 ramos pesquisados pelo IBGE tiveram melhora na produção, com destaque para veículos, reboques e carrocerias (10,9%) e indústria extrativa (7%). Os bens de capital tiveram alta de 4,5%, a quinta alta seguida. Os bens são máquinas e equipamentos, considerados também como indicador de investimentos.

Os equipamentos para o setor agrícola, que cresceram 36,2% no período de um ano, puxaram a alta do segmento. O crescimento é reflexo do aumento da produção de alimentos verificada em fevereiro.

Já os bens voltados para fins industriais, contudo, tiveram queda de 10,3%, mostrando que a recuperação da indústria ainda não se espalhou para todos os ramos de atividade.

Março x fevereiro

Na comparação de março com o mês imediatamente anterior, a indústria apurou queda de 1,8% na produção, tendo sido puxada principalmente pelo recuo de 8,5% na produção de bens duráveis. Dos 24 ramos pesquisados pelo IBGE, 15 tiveram resultado negativo.

A queda mostra que os indícios de retomada ainda não se consolidaram. Segundo o IBGE com o resultado a produção permaneceu com comportamento "predominantemente negativo desde o início do ano".

Em janeiro, a queda havia sido de 0,4% em relação ao mês imediatamente anterior. Em fevereiro, a variação foi nula, na mesma base comparativa.

Trimestre

Nos três primeiros meses do ano, a produção teve alta de 0,6% frente ao verificado em igual período de 2016.
O destaque foi o aumento de 4,4% na produção dos chamados bens de capital.

No trimestre, os bens de consumo tiveram aumento de 10,5% em sua produção.

Novamente veículos (11,5%) e indústria extrativa (8,2%) tiveram as maiores altas do período. Os dados foram impulsionados pelo mau desempenho desses segmentos no primeiro trimestre do ano passado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Pescadores do litoral de SP relatam problemas de saúde após verem OVNI

Um dos homens correu para o porão do seu barco diante do susto

Santos

Baixada Santista recebe IV Semana Tereza de Benguela; veja as datas

Evento contará com uma programação diversificada, incluindo debates, palestras, mesas redondas, oficinas e atividades culturais

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter