MERCADO

iPhones não podem mais sair de lojas sem carregador, decide Justiça

Caso a Apple descumpra a medida, terá de pagar multa de mais de 12 milhões de reais

Joe Silva

Publicado em 06/09/2022 às 10:29

Atualizado em 06/09/2022 às 10:31

Compartilhe:

Decisão ocorre após reclamação de consumidores / Arquivo Agência Brasil

A Apple, uma das maiores fabricantes de celulares do mundo, está proibida de comercializar aparelhos do modelo iPhone sem também incluir no kit o recarregador de bateria do produto. A determinação do Ministério da Justiça foi anunciada nesta terça-feira (6)  no "Diário Oficial da União".

Ainda na decisão, a Justiça estipulou uma multa de R$ 12 milhões à Apple em caso de descumprimento da medida, segundo informações do "g1". No entanto, a multa só será aplicada caso a empresa decida manter a venda dos aparelhos sem o acessório.

"Aplicação de sanção de multa no valor de R$ 12.274.500 (doze milhões duzentos e setenta e quatro mil e quinhentos reais), cassação de registro dos smartphones da marca iPhone introduzidos no mercado a partir do modelo iPhone 12 e suspensão imediata do fornecimento de todos os smartphones da marca iPhone, independentemente do modelo ou geração, desacompanhados do carregador de bateria", diz o texto do DOU.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

FIQUE ATENTO

Sistema Anchieta-Imigrantes está com operação 5x3 em vigor

Para a descida os motoristas devem usar a pista sul da Anchieta e pista sul da Imigrantes; já para subida a opção é a pista norte da Imigrantes

PLEITO MUNICIPAL

Eleições 2024: convenções partidárias se iniciam neste sábado

Pela norma, os partidos deverão escolher os políticos que vão disputar o pleito até 5 de agosto

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter